Poesias e Mensagens Virtuais

Mensagens de Devany A. Silva

Minhas Mães

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Comemorativa

Minhas Mães
poetaDevany

Mães merecem mais momentos maravilhosos, mensagens, medalhas, menções... melhor música. Minha modesta maneira, menciono: Ministra, Mentora, Maestra, Mãe menina, mãe mocinha, mãe madura. Máxima: Milagrosa Mãe Maria Misericordiosa: Manjedoura: Magnífica melodia marcante.

Carentes corações

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Carentes corações

poetaDevany

 

Quando fecho os olhos
vejo uma pobre criança
que retive na lembrança
e não consigo esquecer.

Abro meus olhos,
vejo outra criança
que vive na abastança
mas seu semblante é um querer.

Enquanto uns vagueiam dementes,
outros parecem contentes.
Uns por movimentadas avenidas,
outros, corredores de mansões.

Carências afetivas, carentes corações.
Nos barracos, nas calçadas ou mansões.
O que recebem?
Opiniões... sermões... objeções...

Carentes corações
vêm em busca do Amor
e suas soluções.

Não julgar

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Não julgar
poetaDevany

Às vezes, é necessário ser julgado,
para perceber a importância do não julgar.

Meus Movimentos

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Meus movimentos
poetaDevany

Meditando, minha memória mostra:
Micromoléculas, mínimo menininho,
maiorzinho, moleque, mancebo, marido, mais maduro.

Mestre Mentor, mediante mágica mensagem mística,
mostra mosaico momentos mutáveis.

Mudo, miro motivos mundanos, mortes medonhas, masmorras,
maus tratos, machucados, murmúrios, mesclando maravilhosas músicas, mansidão, manifestações matizes, mágicas mensagens movendo melhores mudanças:

Monotonia?
Movimento!!!
Menos?
Mais!!!
Morte?
Mutação!!!
Movimentos Melhores!

Rebeldia

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Rebeldia
Devany

A rebeldia,
de tão ocupada,
nem desconfia
que passa noite e vem o dia
em que a Mãe Paciência
lhe adota e lhe cria.

Toques

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Toques
Devany

Toco em meu coração,
escrevo.
Toco no teu coração.

Um toque a mais?
Um toque: amais!

Um homem no deserto

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Um homem no deserto
poetaDevany

Ao atravessar o deserto,
é oferecido ao homem,
diversas oportunidades de aprendizado.
O Deserto é um bom Mestre.

O deserto ensina:
Precisamos do mínimo de água
e de alimentação para vivermos.

O deserto ensina:
Há momentos na vida
em que somos nós
que fazendo nossa sombra.

O deserto ensina:
Há momentos em
nossa única companhia
somos nós mesmos
e, gostando ou não,
é melhor que conviver com isso.

O deserto ensina:
Quando nos sentimos
deveras necessitados,
é aquele o momento certo
para nos apegarmos à Bendita Esperança.

O deserto ensina:
Por mais escaldante que esteja o dia,
Sempre vem a noite para nos acalentar
Com sua gostosa brisa.

O deserto nos ensina:
Nem tudo que enxergamos é
o que parece ser.

É no deserto que:
Só, ou na companhia de
mais alguém,
que descobrimos
o valor da nossa união com as pessoa
e da nossa União com o Senhor Deus.

   

Para o bem viver

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Felicidade
   Para o bem viver
Devany

Melhorando como pensas
escolhendo tuas crenças,
o bem viver é uma arte
que compreende as diferenças.

Evitando desavenças,
fique longe de sentenças.
No cuidado com o que pensas
Tu te livra de doenças.

Droga!!!

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
 Droga!!!
Devany


... e então passou a tratar as drogas
iguais a verdadeiros amigos
e os verdadeiros amigos, uma droga.

Até que começou 
a enxergar a realidade:
Nada pode substituir
a um verdadeiro amigo.

Desvendar

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Desvendar
Devany

O
Futuro
Desvendar?

O
Futuro,
Deus
Vem
Dar.

Um pedido de Natal 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Um pedido de Natal
Poeta Devany

Que o homem não precise tanto de alguém para lhe escutar,
de colo para estar ou de um ombro amigo para chorar.

Que descubra estar na terra para andar. Nem se arrastar, nem voar. Simplesmente e calmamente caminhar.
Que consiga, mesmo devagar, em pequenos passos avançar.

Que não encontre mais motivos para guerrear.
Guerra é uma palavra feia: um palavrão que dói até ao pronunciar.
Que descubra: perdoar é retirar pedras do próprio caminho e é dever de cada um cuidar de seu ninho.

Que cada um construa sua própria Paz, que também é a Paz para o próximo.
A Santa Paz, que é a soma de pequenos detalhes,
pequenos acertos e pequenos perdões. A Paz se constrói com pequeninos tijolos. A Paz se constrói e cresce em nossos corações e é o resultado de nossas ações. A Paz torna o homem mais bonito, radiante.
Um espírito em Paz é belo. Um lar em Paz é um castelo.

Que não haja tantas feridas para desinfetar nem lágrimas para enxugar.
Que haja menos bocas para alimentar.
Que, se houver, que se tenha alimentos a sobrar.
Menos teto para edificar. Menos crianças a educar, menos adolescentes para guiar.

Que não se tenha a intenção de, alguma coisa, do outro tirar.
Que, no exercício, de na vida repensar, aproxime-se do amar.
Que sempre haja o querer de reaprender a caminhar para o melhorar e o melhor ar.

Que poucos precisem pedir e poucos precisem doar (ou se doar).
Que o homem não sinta tanta solidão, depressão ou rejeição.
Que, mesmo estando pouco o seu quinhão, haja sempre confraternização e divisão.
Que o mundo tenha menos pressa: as tartarugas conhecem o caminho melhor que os coelhos.
Menos lágrimas (elas são salgadas em qualquer parte do mundo).

Que o bom senso prevaleça ao que o homem julga ser sua razão.
Que o perdão perdoe mais, que a compreensão compreenda mais e que o respeito respeite mais, para que o amor esteja amando cada vez... mais.

Que as crianças cresçam agradecidas aos homens pelos bons exemplos recebidos.
Se continuar a inércia, a próxima geração está sujeita a ser pior ou igual a esta.
Menos proibição, mais instrução.
Se o caminho escurecer, que o homem possa, mesmo na escuridão, um raio da Luz perceber... e dessa clareza não mais esquecer.
Ao invés de ver para crer, crer para ver... e crer para ser.
Que o homem transforme os degraus do Conhecimento em degraus da Sabedoria.
Que se torne menos inseguro e cada vez mais, puro.

Saúde em todos os sentidos.

Que a confiança entre os homens gere a segurança
na confiança íntima de cada um.
Que descubra sempre, a hora certa de parar e o momento exato de continuar.
Que, cada vez mais, o homem se torne menos carente, menos dependente e... menos exigente.
Que o homem seja mais paz ciente.
Que haja mais Conhecimento para haver mais Sabedoria e mais Sabedoria para buscar novos Conhecimentos, para que se gere mais Sabedoria. E mais, mais e mais...

Que, sendo o homem um Ser, descubra que o objetivo desta vida é mais Ser e menos Ter.

Que o homem, a cada dia, seja mais humano.
Que, cada vez mais, as drogas atraiam cada vez menos.
Que todos queiram estar sob a Luz para que sejam na Luz.
Que lembremos: embora sejamos filhos da mesma dor, somos todos amados pelo mesmo amor e guardados pelo mesmo Senhor.
E relembremos: A União é Tudo. A União é a força.
Unir é progredir.
Unir é o ato de juntar-se ao outro, tornar-se um-e-ir. (um ir)

Que o mundo venha se transformando a cada dia
e que todos estejamos entre os colaboradores
dessa transformação, juntos, em União e na União...

A jovem mãe 2

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
A jovem mãe
Poeta Devany
Era uma jovem mãe que vivia quase só
em sua choupana que sugeria dó.
Com paciência quase de Jó
criava seu filho e cuidava da avó.

A vida não lhe sorria, lhe ria,
e a fome que não merecia,
só vencia
porque alguém sempre lhe valia.
Era assim que a jovem vivia.
Vivia?

Pai, não sabia se ainda tinha.
Mãe, só quando dela precisava, vinha.
Mesmo pouco sendo e tendo,
sentia-se rainha.
A comida, escassa, esbelta lhe mantinha
e seu semblante lembrava uma santinha.

Ao receber, na choupana, um ancião
que pedia comida, ou migalhas de pão,
tirou o que tinha e com devoção
entregou seu bocado para aquele irmão.
A jovem era assim, de bom coração.

Sonhava até com uma vida decente
e seus planos e tesouro guardava na mente.
Triste, pensava:
- Meu Deus será que sou gente?

Segurando seus trapos seguia em frente,
às vezes, parecendo um tanto demente...

O pequeno no colo e a avó amparando,
estando cansada seguia arrastando.
Descansando estando,
continuava trabalhando.

Em outros momentos se via rezando.
Seus dois tesouros zelava amando.

O filho crescia e em seu colo pesava,
a avó já não ouvia e também não enxergava.
Sua sina cumpria e, por vezes, lembrava
da força que vinha e que lhe amparava.

Em seus sonhos uma Luz
Explicava-lhe sua cruz:

- Alguém que hoje você bem conduz,
amanhã, sorrindo-lhe, vem e lhe reluz.

Simplificar

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Simplificar
Devany A. Silva

Quero, cada vez mais, simples ficar.
Quanto menos desta vida precisar
mais chances terei de amar por amar
sem precisar cobrar ou gritar.
Simples ficar
pra simplificar.

Os dois lados

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Os dois lados
Poeta Devany

A Natureza vem mostrando
a quem já pode perceber
que há dois lados paralelos
manifestos no querer.

Um obscuro e imaturo
que parece a noite ser
e outro límpido e transparente:
É o dia... que vem mostrar
que o obscuro, com o tempo,
ensolarado volta a ser.

Canto à vida

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Canto à vida
Poeta Devany

Oh Vida Graça Sublime,
Bendita Fonte que redime,
a Vida é Deus a nos Amar.

Às vezes sofrida ferida,
noutras, vitória Guarnecida.
Mas quando a vida é temida
vem como uma longa noite mal dormida.

Penso que na Vida,
do jeito que ela se apresentar,
igual numa corda bamba:
é melhor equilibrar.

Peço, com o coração ajoelhado:
Ensina-me Vida, a arte
de tecer meu próprio manto,
escrever a própria canção de acalento,
a olhar-me com menos espanto
e a entender que vivo e danço
sempre ao som de meu tambor.

A vida 62

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
A vida

Poeta Devany



O Viver



é um esporte coletivo


que deve ser praticado,


no mínimo,


em duplas.



Individualizá-lo


é o mesmo que


comprar uma bola,


mudar algumas regras


e jogar sozinho.



Referências

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
 Referências
Devany A. Silva
As Paciências,
Carências e também
as Preferências,
vêm de nossas Referências.
É o Querer o
Proceder e o Saber
que compõem nosso Valer.
Portanto é salutar,
diz o Sábio com doçura:
Ter a Boa Referência,
vir de braços com a Prudência
e pra frente caminhar.

O pensamento

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

 O pensamento
Devany A. Silva
O Pensamento é igual ao Vento.
Não se vê mas tem seu talento.
Há casos em que causa sofrimento
ou qualquer outro impedimento.
Mas também, igual ao Vento,
o Pensamento nos tira do relento
a qualquer momento.
Não podemos tocá-lo nem vê-lo
mas ele derruba, alerta
ou traz um alento.
... Só basta o momento.

A pena

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
 A pena
   
Devany A. Silva

É uma pena
que minha pena,
ainda tão pequena,
não consiga,
o tempo todo,
ser serena
e enquanto a alma,
mesmo ainda pequena,
se coordena
fazendo parte da cena,
trago minha pena,
a cada dia,
menos obcena
e mais amena

tal flor de açucena.

A dor e o sofrer

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

A dor e o sofrer



    Devany A. Silva




Um dia um Cantador, sorrindo me contou

o mistério de sofrer e porque existe a Dor.

Disse o Sábio com firmeza: o Senhor Deus é a Realeza

e vem sempre dando Amor.

A Dor é um cartão amarelo que vem pedindo: atenção,

há alguma coisa não certa, busque logo a solução.

Sofremos quando a Vida nos cobra mais atenção.

Pergunto, já sabendo de antemão:

Dor e Sofrimento vêm de quem, então?

Pai 4

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Pai
Devany A. Silva
Pai, que estais sempre a me cuidar,
ensina-me a melhor andar.
A só correr quando realmente precisar
e a examinar o que estou a pensar,
para não vacilar.
Ensina-me:
Que não devo esquecer de lembrar,
ao levantar e ao deitar,
que estou nesse chão para respirar
e aprender a melhor me comportar.
Também me ensina como se faz
para ser capaz de fazer a Paz.
Que para ser maior
tem que ser melhor.
Diante de dificuldades, do objetivo não me desviar.
Que ter amigos é conseguir melhor respirar.
Que ter filhos para criar
é ter chance de através dos filhos se melhorar.
É o filho, sempre e sempre respeitar,
mesmo que se tenha, em algum momento,
que deixar o filho sozinho se virar
para melhorar.
Nesse momento, o Pai, mesmo de longe
sempre está, o filho a vigiar.
Pai é Pai.
Igual ao filho,
um Pai também não quer errar
mesmo quando está a se viciar.
A ato de um filho educar,
é ser firme quando precisar
e amolecer quando o coração
mais alto falar e cuidar para não deixar
o coração tagarelar.
É saber a hora de abraçar,
de repreender e de apoiar.
Porém, estar sempre o filho a olhar
e lembrando também de se vigiar.
Quem segura firme na mão de um Pai
por tortuosos caminhos não vai.
Mesmo quem nunca conviveu
ou conheceu seu Pai,
segurando em uma mão firme, não cai.

Bendigo um amigo 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Amizade
Bendigo um amigo
Devany A. Silva
Sempre que a voz do coração,
de um amigo me falar,
não vem falar em vão.
Sinto o que me traz esta emoção:
vem o clarão, um amigo,
vem a luz de um irmão.
Quando ouço as mensagens
que me envia o coração,
esqueço as bobagens
que me fizeram até então.
Se apresenta um amigo,
vem a mim o bom irmão.
ESTE que me coloca em prontidão
para que eu reconheça um amigo,
sempre quer o Bem comigo.
ELE é bem mais que meu irmão.
É mais alto que um amigo,
descrevê-lo, não consigo,
mas é quem não está no chão.
Procurando por firmeza, sigo,
amparado por um amigo
que,
quando distraído, me desligo,
me oferece abrigo.
Para conservar um amigo,
comigo até brigo
e agradecendo me ligo
e religo:
se tenho um amigo,
em vão não sigo.
Consigo
até,
à outro irmão dar abrigo.
Venho pelejando,
pra também
de alguém
ser um amigo.
Viva, amigo.
Grato, amigo,
por tê-lo comigo.
És um Abrigo.

A rosa 2

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
A rosa
Devany A. Silva
A união de formosas e delicadas pétalas circundadas e abraçadas entre si, parecendo guarnecer a Santa Energia do Amor.
É a Rosa.

Amigo é...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Amigo é...
Devany A. Silva
Amigo é o refresco da Vida,
é o sorriso na chegada
e o conforto na partida.
É uma ponte que leva-nos à fonte.
Não ouvir um amigo
é permanecer em desabrigo.
Por, ainda não ser perfeito,
um amigo até tem defeito,
mas nem por isso deixa de ser
um grande amigo do peito.
Amigo é aquele que,
mesmo sem muito jeito,
aponta-nos nosso defeito.
Ter amigo amparando-nos
é o mesmo que ter Deus guiando-nos.
Ser amigo e amparar é ter Deus
a lhe guiar.
Amigo é o conselho
que nos põe a caminhar
quando nossas fraquezas sugere-nos a parar.
O amigo nos conduz
enquanto carregamos nossa cruz.
Amigo é...
Luz.
Estar com um amigo
é ouvir o som de Realejo,
é comer goiabada
juntinha com pão e queijo
Ter amigo é satisfazer um pequeno desejo.
É o mesmo que receber da pessoa amada
o mais gostoso beijo.
Amigo é o gosto amargo que traz
os braços abertos da Paz.
E o choque que refaz,
é o essencial que satisfaz.
É a Luz que apraz.
Com um amigo temos quatro olhos
para melhor enxergar, quatro ouvidos
para melhor escutar e
duas bocas para melhor calar.
Ser amigo é uma ciência que se aprende
depois de um tanto tropeçar.
O amigo sempre traz o perfume do Amar.
Ser amigo é compreender, e não,
simplesmente suportar.
Ter amigo é, para a Vida, acordar.
Amigo é Deus que vem nos falar,
às vezes, em gostoso balançar,
com uma canção de ninar.
O amigo vem a nossa sede saciar.
O Maior dos Amigos é Deus,
que é o melhor amigo,
até dos, ainda,... ateus.
Vivas os amigos meus...
e teus.

Ser feliz 2

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Ser feliz
Felicidade é procurar só ver o bem
naquele que vem.
É viver sabendo contar
com aquilo que de bom se tem.
Ser feliz é ser mais leve,
é esboçar um sorriso breve,
no calor, em plena neve
ou até mesmo em uma greve.
É sempre alimentar aquela criança
que trazemos na lembrança.
Ser feliz é esquecer a reencarnação
e renascer a cada dia.
Felicidade é poder oferecer alguma coisa
a quem, ternamente nos olha, e
não está podendo nem agradecer.
É também poder se doar àquele que
furiosamente nos encara.
Felicidade é descobrir que,
o que somos, são somos para sempre.
Ser feliz é lembrar que o errado é passageiro,
só o certo segue em frente.
Felicidade é descobrir que só o bem cativa a todos.
Ser feliz é já saber
que todo ensino do bem vem pelo amor.
É aprender que nem todo aprendizado assim o é:
Alguns só conseguem aprender sentindo dor.
Ser feliz é, com o passar do tempo, tornar-se mais compreensivo. Internamente e externamente.
Felicidade é descobrir que, às vezes,
nossa pior companhia somos nós.
É fazer com que nossa melhor companhia
sejamos nós.
Felicidade é fazer cada vez melhor
o que deve ser feito e
não fazer o que não deve ser feito.
Ser feliz é procurar tornar-se melhor
em todos os sentidos.
Felicidade é descobrir que
é a vontade própria que faz
um homem ser Pequeno ou Grande.
Ser feliz é descobrir que,
quando olhar para o próximo
e enxergar somente erros,
ver que está na hora de olhar
para si mesmo.

Vencer

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Vencer
A dor, quando ensina,
vem da Providência Divina.
Ensinando
e modificando,
vem sempre a alguém transformando.
Enquanto não se vem corrigindo
a amarga dor vai agindo,
mas quem está se redimindo
vê sua dor se diluindo.
Não espera que a dor se transforme,
Apressa-se e começa a mudar.
A amarga dor da Vida é disforme,
é... a dor do recomeçar.
A dor que vem transformando
e aos poucos vem redimindo
é a bênção que vem nos amando
e com carinho vem nos unindo.
Vence quem olha para frente
querendo se modificar
vence o inteligente
nesse jogo de se transformar.

Perturba ação

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Perturba ação
O frio que lhe vem como açoite
e no escuro, sem graça, da noite,
perturba até seu pensar.
A fome sorrindo lhe acena,
e ri, imitando a hiena,
testando o seu suportar.
Com lágrimas rolando na face,
pergunta:
- Por quê, meu Deus, a dor nasce?
E tenta o seu choro calar.
Isto é vida? Pergunta, gritando
a alguém que caminha apressado.
Levanta, quase não se agüentando,
mas cai de volta ao solo molhado.
Pra ele, até a chuva é inimiga
e seu dever é apenas molhar.
Sofrendo, não percebe
quando a Luz vem lhe visitar,
fazendo seu viver clarear:
Eu quero, eu vou estudar.
Ajude-me meu Deus, por favor.
Ensina-me o mistério da dor,
só assim... eu consigo atinar.
Invisível ao olhar
e tomando-o nos braços a falar:
Estude, aprenda e ensine, diz Deus,
o mistério da Dor...
está no Amar.

Prestar atenção

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Prestar atenção
Um amigo e irmão,
do fruto de sua meditação,
indicou-me a direção
para um viver mais são:
disse-me ele,
que devo observar
onde coloco a minha atenção,
que é, para onde escolho a minha direção.
Meu rumo e meu quinhão
estão ligados onde presto a atenção.
Que Deus conserve este irmão,
que sorrindo me estende a mão,
trazendo para o meu bom viver, solução.

Nascemos para pares sermos

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Nascemos para pares sermos
Devany A. Silva
Só, mente quem quer viver sozinho.
Só, mente quem não quer vizinho.
Quem quer somente voar só, mente
e se mente.
Semente de pares, somos a vida
que é... em frente.
Somente enfrente.

Sorrir, Perceber, Sentir...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
Sorrir, Perceber, Sentir...
Devany A. Silva
Sorrir com o voltar do mar
é também aprender a amar.
Perceber que bem querer é dever
é um quase Poder.
É permanecer na lama,
ir, se “aquela” chama, chama.
Melhora a hora
de quem rememora
que a vida é agora.
Reduz a cruz
sentir que a Luz conduz...
e por todo o sempre Reluz.
Carregando