Poesias e Mensagens Virtuais

Mensagens de Airla G. M. Barboza

Conversando com meus botões

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Conversando com meus botões


                                        Airla Gomes M. Barboza

Sem parentes importantes

Vindo do interior

O cantor e compositor

Sai em busca dos seus sonhos.

Divina Comédia obra de perfeição

Que transforma em canção

O simples sonhador

Que deixou o interior.

Tornou-se celebridade

Cantando aos quatro cantos do mundo

Chegou ao ápice e encantou

Com sua poesia cantada

Por multidões conquistadas.

Tanto faz e tanto fez

Que acabou por grifar

E no mundo da música

Inesquecível será.

Belchior seu sobrenome

Não anulando o Gomes

Quando tem que assinar

E um contrato firmar.

Simples e pensador

Coragem sempre mostrou

Quando a medicina abandonou

Pra se tornar um cantor.

Conversando com meus botões

Hoje tenho a certeza

Diante de tantas letras

Fico a interrogar

Poia a Hora do Almoço

Imortal o tornará.

 

Nada pode apagar...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Amor
  

Nada pode apagar...

                         Airla Gomes M. Barboza

O tempo pode passar

A vida pode correr

Só não pode apagar

Uma verdadeira história de amor.

Você pode não lembrar

A distância alongar

Mas tudo voltará

A cada encontro que tardar.

Na lembrança estará

O sorriso ao despertar

Cada afago e carinho

Nossos momentos e destino

Com ninguém você terá.

Venha o que vier

Viva o que puder

Jamais, com outro alguém conseguirá,

O que ficou de nós dois apagar.

Marcas do que ficou

Nem perdidas desilusões

Conflitos e confusões

Apagarão nossos sonhos, nem nossas emoções.

O amor só se vive uma vez

Venha um em cada mês

Você fica a comparar

Em tudo que encontrar, o quê ausente está.

O que ficou de nós dois

Nada pode destruir

Nem as palavras explicarão

Pois não medem o infinito desta louca paixão.

Pense bem no que me fez

Vários dias, ou um mês...

Só não deixe de lembrar

O que planejamos realizar, pois o tempo vai passar.

Mãe 69

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Comemorativa

Mãe
                                Airla Gomes M. Barboza

Mãe, mamãe, mãezinha, ou mainha...

O importante é pronunciar

Palavra esta entre todas singular

Como é maravilhoso chamar!

Mãe um presente Divino

Nobre valor e tão sublime

Que por todos se redime

De modo particular.

Em cada filho um mistério

Ela tem a desvendar

Para que saiba sempre

que muito amor receberá.

Pressa tem em afagar

Aquele que procurar

O seu colo aconchegante,

Uma mãe sempre terá.

Mãe do filho desajeitado,

Formalizado, apressado

Arredio, aconchegado...

Sereno, impaciente

Equilibrado, inteligente

Precavido, delinquente...

O amor que a mãe sente

Por toda essa gente

De tal modo pertinente

Sempre igual será.



Na vida tudo passa!

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão
  

Na vida tudo passa!

                         Airla Gomes M. Barboza

O amor, a paixão, a desilusão...

A dor, o sofrer, o querer.

Saudade, ansiedade, serenidade,

Impulsividade, maldade...

Nada fica pra sempre

Cada ser na sua existência

Tem o seu tempo

Marcado, predestinado.

O tempo é o melhor remédio

Para a cura

De tantas particularidades,

Pois as mazelas em nossas vidas

Vêm de nossas ações

Impensadas, precipitadas.

Para que não se escorregue

Em nossas impetuosidades

A fé é o melhor caminho.

Fé na vida e no que virá

Reze que vai acalmar

E um novo dia

Você terá

Na vida tudo passará!

Isto que é viver

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Felicidade
 Isto que é viver 
   Airla Gomes M. Barboza


Chega como a calmaria

Embalando o meu dia a dia

Cansado e enfadonho da rotina

Que nos estressa, nessa, dessa...

Coisa louca, que nos faz correr

Pra onde, não se sabe ao certo

Exceto, por se viver nessa agonia

Buscando não sei o quê...

Material, social, afetivo, cognitivo...

Hoje só vale o ter

E o ser pra quê?

Amar, enganar, perdoar, angustiar...

É ela, a sensatez

Te faz ver o certo

E esquecer o talvez

E que nada vale a pena

 Se te faz sofrer

Então, sorria para a vida

Que ela é linda!

Bem vivida é como a neblina,

Encanta os olhares

Os tornando inebriados

Contemplando o show

Que a natureza dar

Vai; faz; acontece;

Tudo isso te enobrece

Te exaltando o viver.

Dúvidas e sonhos

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Dúvidas e sonhos

                     Airla Gomes M. Barboza

O tempo corre levando a nossa vida

Com uma velocidade desenfreada

Assim como a descarga de um raio

Que ilumina o céu por segundos.

Não descansa, não pensa e nem volta...

E é nessa aflição, que tentamos

Digerir, corrigir, assumir e progredir...

Será necessário correr?

Há quem diga que sim

E há quem diga que,

O que tiver que ser, será.

Até que se tome consciência

Fica dúvidas e sonhos no ar

E a cada momento que se passa

Buscamos, fazemos, e também, erramos.

E assim o mundo vai girando, girando...

Se gira o mundo, faz círculo e se faz círculo,

Por que nada se repete

E cada oportunidade é única?
  

Repentes da vida

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Especial

Repentes da vida

                      Airla Gomes M. Barboza

 

 Nessa vida que se vive

Tudo pode acontecer

Não se sabe o quê ao certo

E nem podemos prever

Amarguras que magoam

Atrapalham o lazer

 

Ai que bom seria

Se a vida não condenasse

Relevasse o nosso improviso

Nas coisas às vezes impensadas

Por mais que se falasse

 

É nisso que agora penso

Batendo o arrependimento

Pensando no lamento

E naquilo que posso perder

Afeto e carinho trazem sofrer

 

Fica o dito pelo não dito

Reparo há de ter

Pra tudo na vida há um jeito

Vou fazer por merecer

O abraço e a mão amiga

Do que quase pus a perder.
  

Os por quês da vida

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Reflexão

Os por quês da vida
                                   Airla G.M.Barboza



Os por quês da vida
Não se pode responder
Pois o que a vida escreve
Não se consegue ler


Já se tenta adivinhar
E em seu labirinto trilhar
Tentando respostas achar
Mas muitos mistérios a desvendar

Dias altos, dias baixos
Gangorra da vida
Que testa o poder
Da mente saudável de cada ser

O futuro a Deus pertence
Não se deve antecipar
Seu dia-a -dia vá vivendo
E verá o que se dar 


Por vocação, ou...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Especial
Por vocação, ou...

                        Airla Gomes M. Barboza

Entre todas as profissões

A do professor é o destaque.

É dela que sai todos os profissionais.

Sem a assinatura do mestre,

Nenhum diploma tem valor.

Ainda assim...

É esquecido, negligenciado, desrespeitado e mal pago.

Faz parte de uma grande nação,

Que riqueza tem de montão,

Mas de pouca educação.

Aquele que ele formou,

Nem se quer se importou,

Com o lugar que conquistou,

Pois pra ele nem olhou.

País pra frente, independente

Zela pelo professor,

Enquanto o nosso humilha a quem lhe exaltou!

Teacher, Enseignant, 教授, Professore,

Profesor,
Καθηγητής, Профессоp,

Não importa
em que língua, ou pronúncia

O valor; deveria ser o mesmo.

Profissão invadida

Por outros profissionais,

Quando cada um deveria

Dar conta do que faz.

Profissional destacado

Não deixa seu exercício de lado.

Peço muita atenção!

E estou com a razão

Profissionais de outras áreas,

Façam uma reflexão.

Mulher 56

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Especial

Mulher
             Airla G. M. Barboza

Mulher, a perfeição Divina!

Dócil, forte e muito fina.

Sua vida é uma correria

Trabalho fora e moradia.

E nessa luta do dia-a-dia

Ela se esforça vence o cansaço

Pra agradar: patrão, filhos e par...

É ela a luz de todos os caminhos!

Vence barreiras e abre portas,

Conquistas espaço nas encostas

Com dedicação e muito saber.

Ser mulher é fascinante!

É ser bela e atraente,

Quase sempre sorridente.

Ela é o brilhante, a pedra rara!

Sabe o que não e o que quer

Característica de toda mulher.

Dela se pode falar: dias,

Meses, anos, sem nunca esgotar

Palavras sempre, irão brotar.

Mulher 55

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Comemorativa

Mulher
          Airla G. M. Barboza

Mulher, a perfeição Divina!

Dócil, forte e muito fina.

Sua vida é uma correria

Trabalho fora e moradia.

E nessa luta do dia-a-dia

Ela se esforça vence o cansaço

Pra agradar: patrão, filhos e par...

É ela a luz de todos os caminhos!

Vence barreiras e abre portas,

Conquistas espaço nas encostas

Com dedicação e muito saber.

Ser mulher é fascinante!

É ser bela e atraente,

Quase sempre sorridente.

Ela é o brilhante, a pedra rara!

Sabe o que não e o que quer

Característica de toda mulher.

Dela se pode falar: dias,

Meses, anos, sem nunca esgotar

Palavras sempre, irão brotar.

Sonhar 19

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Religiosa

     Sonhar
                 Airla Gomes M. Barboza          

Não pense, que a vida é fácil
Nem fique a lamentar
O tempo passa ligeiro
Pra amarguras ressaltar.
Dela se agradece
saúde, paz, união,
São coisas, que dinheiro não compra
Daí a conformação.
Sorrir, rejuvenesce
Tristeza, envelhece
Sonhar, engrandece
Dia e rotina, então, se agradece...
Quem na vida espera
Algo conquistar
Metas, muitas metas!
Deverá traçar.
Nada cai do céu
E nem se pode culpar
A vida, nem ninguém
Por não realizar
Aquilo que você
Está a interessar.
O que estais a fazer
Pra isto acontecer?
Para que possa ter
A felicidade de ver
A barreira, que diz
Lhe impedir de correr
Por este mundo a fora,
Desaparecer?

A vida gira

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Vida
A vida gira
             Airla Gomes M. Barboza

A vida gira, em forma de círculo
Acompanhando as voltas
Que o mundo dar
E nesse carrocel a brincar
O sol se esconde da lua
Num eterno bailar
Vem o dia, depois a noite
Sem nunca se cansar
E essa ciranda vira melodia
Pra quem, sabe cantar.
 

Cidadezinha do interior

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade
Cidadezinha do interior
                       Airla Gomes M. Barboza
 

Na vida simples eu cheguei
Na vida simples me criei
E não fiquei a lamentar
O que não pude conquistar
Cidade pobre de ambição
Mas tem seus filhos bom coração
Cidadezinha do interior
Que há muito tempo, me conquistou
Cercada de serras ela está
A Meruoca e Tianguá
E qual será o lugar,
Que estamos a desvendar?
Banhada por um rio
Que a ela deu o seu nome
E em outras cidades corre
Mas sem a mesma fama
Berço de um nobre escritor
Raiz de um grande compositor
Que no mundo o nome firmou
Em toda canção, que cantou
Nela não se vive mais
As alegrias de tempos atrás
Pequenina do interior
Que já formou muito doutor.

 

O teu olhar 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Amor







O teu olhar
              Airla Gomes Moreira Barboza

O teu olhar se perde

Em outro olhar, que não é meu.

Ando triste, sinto o vazio

Dos olhos que eram meus.

Não nego, que desprezei

O olhar a mim sincero?!

Achando que era sério

No entanto, eu errei.

Quantas vezes já te dei

Provas do meu amor

E você, insatisfeito

Sempre me magoou.

Talvez eu seja boba

Ficando a esperar

Acabar aquele encanto

Que enganava o teu olhar.

Brilha intensamente,

Ou apague, lentamente

Matando aquele amor

A ti fiel, eternamente.
   

O tempo passa... 3

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade







O Tempo passa... 
                     







Airla Gomes M. Barboza
     

Várzea Grande, primeiro nome

da minha pequenina cidade,

que a muito vim de lá.

 

Mais tarde tornou-se Palma,

Pois a beira da estrada

No pouso dos visitantes

Uma certa negociante

Vendia broas crocantes.

Palma, dava o quê falar!

 

A sombra da oiticica

E os cavalos apeados

Os olhos no peneirado

Era assim que o viajante

 Olhava atordoado.

 

―Nunca vi coisa igual!

Exclamava o visitante

Tanta mulher bonita,

Em um só local.

Palma, dava o quê falar!

 

Atualmente Coreaú

Nome dado pelos índios

Pois os pássaros que ali bebiam

No rio, que escorria

Se chamavam curiós.

 

O artesanato do lugar

Na feira dos municípios

Dava gosto apresentar

Pedra, crochê e palha

E a banda a tocar.

Palma, dava o quê falar!

 

O Tempo passa

E, também, corre

Mas não leva da memória

As lembranças de outrora.
   

O olhar diz muito!

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Amor







O olhar diz muito!
Airla Gomes M. Barboza

O olhar diz muito mais,

Que as palavras.

Ele penetra no seu íntimo

Iluminando o teu ser.

Que olhar é esse!

Aquele olhar, mas que olhar!

Aponta certeiro, assim

Como a rosa-dos-ventos

Indica com exatidão

Os pontos na linha do horizonte.

Deixa a mira atordoada

Totalmente encantada

Esperando o seu amor.

Aquele olhar, mas que olhar!

Ofusca como o diamante

De beleza reluzente

Pedra mais dura e resistente.

É cortante feito faca,

E fere o coração.

É forte, quente e queima

Como o fogo, que em sua chama

Produz luz e calor.

Aquele olhar, mas que olhar!
   

Chega 4

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Música
Chega
Airla Gomes M. Barboza

Eu queria te dizer
Já nem sei pra quê
Se você insiste
Em me fazer sofrer
O tempo se passando
A distância se alongando
E eu sempre pensando
Num jeito de fazer
Você em mim se ver
Pois o meu  coração
Sofre a emoção
De tal decepção

        Refrão
Chega de sofrer
Pedir pra dividir
Todo esse amor
Que sinto por ti

Não vejo em seu olhar
O brilho ofuscar
Daquele amor sincero
É tudo que espero
Vem vamos tentar
Não pense em fugir
Deixando tudo assim
O que será de mim.


Um ser especial

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Especial
Um ser especial

                      Airla Gomes M. Barboza

Um anjo exclamou:
_ A boa nova em breve chegará!
Os pais ouviram assustados
A mensagem vinda do céu
É que não esperavam
Um favo de mel.
No reino encantado
Mistérios a desvendar
Tamanha diversidade
Está a circular
Príncipe, ou princesa
De outra realeza
Deve ser recebido
Como bênção da natureza
No mundo da fantasia
Sem poder se integrar
Pois o povo considera
O caso particular
Menino ou, menina
Diferença não há
O melhor é estar pronto
Pra lhe alegrar
Aceitando a diferença
De forma natural
Acolhendo a presença

De um ser especial

Mar

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Natureza

Mar
Airla Gomes M. Barboza

Olhando para o mar

Tenho a sensação

Que naquela imensidão

Algo fico a esperar

O balanço das ondas

Tanto traz, quanto leva

Amarguras e quimeras

E a brisa

Sempre a soprar

Ilusões, fantasias; utopias...

O mar é uma estrada

Em que o barco desliza

Enquanto aos olhos

Parece infinita

Esse é o lugar

Vidas misteriosas

Nele estão a morar

E do verde a se alimentar

O mar é um espelho

Nele se refletem

Satélites, sombras e luar

Ele nos parece infinito

Dá até pra assustar

Com sua força causar

Estragos, inundações

Erupções de vulcões

Mas de nada é culpado

Ondas altas com bailado

Tem suas limitações

Mas o homem se impõe

Invadindo o seu leito

Apertando o seu espaço

Depois não sabe o quê

O mar quer lhe dizer

Duas rosas 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Aniversário

Duas rosas
Airla Gomes M. Barboza

 

Fato da Gleba 09 

E depois Jaborandi

Acontecido não esperado

A todos fazendo rir

 

Foi uma grande surpresa

Pra todos que estavam lá

Nascimento dobrado

Sem estar a esperar

 

Duas rosas

Vinham ao mundo

Para se comemorar

Vinte sete de Agosto

Data pra se lembrar

 

Hoje Iguatu

É o nome do lugar

Origem Tupi-Guarani

“Água Boa” tem por lá

 

Faceiras

E sempre belas

Como as cores

Da aquarela

 

De sorriso encantador

E meiguice no olhar

De Karine e Karoline

Eu estou a versar

Dessas preciosidades

Continuo a rimar

 

Elas são

Dádivas de Deus

Só temos a agradecer

Por tamanho presente

Da natureza receber

 

Saudade 118

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Especial
Saudade
 Airla Gomes M. Barboza

Há dez anos você partiu
Deixando na lágrima
A saudade
Nas lembranças
A alegria
Na distância
A fantasia
De tão próxima
Se encontrar
A sua presença
No pensamento mora
E não quero
Que embora vá
Pois me faz afastar
Do coração a dor
Da perda desse amor
Que um dia
Me embalou
Nas redes do interior
Sofro
Com sua ausência
Acalentada
Pelo tempo
Que se encarrega
De cicatrizar
A ferida
No coração a sangrar
Mãe
serás sempre lembrada
Por teus filhos
Sempre amada
Sem dia
Nem data marcada
Triste estou
A escrever
As lágrimas
Dos meus olhos
A descer
Mas feliz, porquê
Esta homenagem
A ti pude fazer





Felicidade é... 5

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Especial
Felicidade é...
                 Airla Gomes M. Barboza


Felicidade é poder ver...
o desabrochar de uma flor
nas dunas de Jeri, o sol se por
a lua no céu mudar de cor

Felicidade é ouvir...
uma canção de ninar
o pássaro cantar
uma música tocar

Felicidade é oferecer...
a palavra certa
o ombro amigo
um bom abrigo

Felicidade é...
trabalhar
praticar o bem
amar a alguém

Felicidade é...
um sorriso abrir
ver o mar se despir
a brisa fugir

Felicidade é...
um momento mágico, tornar
poder sonhar
um objetivo alcançar

Felicidade é...
viver o hoje
não pensar no ontem
esperar o amanhã

A felicidade é...
olhar para dentro de si
agradecer a Deus por consentir
as maravilhas doadas a ti

Encontro com a felicidade

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Felicidade
Encontro com a felicidade  

                            Airla Gomes M. Barboza

Em silêncio
Pessoas pensam
No quê
E como fazer
Para um
encontro ter
Com a tal felicidade

Buscam
Daqui pra lá
E de lá pra cá 
Em todo lugar
Sem imaginar
Que ela
Tão perto está

Se você
Quer encontrar
O lugar
Aqui está
É só
Acreditar

No  "obrigado" que se ouve
No sorriso que se vê
No perdão que se recebe
No respeito que se deve

No amor que se dá
No fazer sem receber
Na verdade que se fala
Na amizade que se conquista

É tão pouco
Pra se fazer
O que se tem
Por merecer

 

Amor 268

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Amor
Amor
                                 Airla Gomes M. Barboza

Palavras pronunciadas
No arrebato de uma paixão,
São verdadeiras, ou não!
Podem queimar o coração
Que está cheio de emoção.

A paixão é passageira
Estraçalha o coração 

Queimando como o raio
E o barulho do trovão.

O amor é verdadeiro
Não se compara a paixão
Paciente, paciente,
Vai trilhando o seu caminho
Entre flores e espinhos.

Ele vence toda jornada
E na sua cavalgada
Deixa o coração soprar
Lá para o infinito
E as mágoas apagar.

Nesse instante
A calmaria
Ocupa o seu lugar
Despreza o que traía
Para nunca mais voltar.

Amor é perdão
É carinho
É atenção
É ouvir o coração.

É  o remédio
A solução
Da tempestade
Na relação.

É a razão
Compreensão
É a canção
Do coração.

 

Pai, o herói

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Comemorativa
Pai, o herói
Airla Gomes M. Barboza

Pai, parabéns
Pela data simbólica
Que hoje
Se comemora
Nos quatro cantos
Do mundo.

O pai
Não escolhe dia
Nem hora
E no coração aflora
O amor, ora, ora...

Pai do que ri
Do que chora
Do feliz
E do triste.

Pai do ausente
Do presente
Do rico
E do pobre.

Pai do que trabalha
Do que dá trabalho
Do exaltado
E do deslumbrado

Pai do maravilhoso
Do arrebatado
Do extasiado
E do fascinado.

Pai do estático
Do elétrico
Do desiludido
E do alucinado.

Pai, que não
Escolhe os filhos
E que a todos dedica
O seu imenso amor.

Esse pai é
o meu
o seu
o nosso herói.

 

Pai 39

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Comemorativa
Pai
        Airla Gomes M. Barboza

Pai, amigo
de todas as horas

A sombra
Que abriga
E consola

A coluna
Que sustenta o lar
Que faz rir
E também chorar


Aquele
Que acerta
de forma incerta
A maneira de agir
Quando tem
Que decidir
E os erros corrigir

Cala
Sem consentir
Os erros
Sem admitir
Ajudando
Na solução
Dos problemas
Em discussão

Pai,
Fiel
Amigo
E camarada
De todos
Os caminhos
E todas
Jornadas
Vividas
lado a lado.

Certeza ou incerteza

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Amor
Certeza ou incerteza
Airla Gomes M. Barboza

Não sou Roberto,
Mas te proponho
Afogar as mágoas
Em sonhos

Deixar de lado
A ilusão
Do que se tem
No coração

Dele, ouve a canção
Que se mistura
Com emoção

Viva o presente
E siga em frente
Deixando as lágrimas
Para a nascente
Que desemboca
No rio em frente

O que se espera
De um grande amor
A última coisa
É a dor

Certeza, ou incerteza
Alegria, ou tristeza
Sabedoria, ou fraqueza
Sabe-se lá
Pode esperar
Que tudo acaba
No mesmo lugar

Reflita tudo
O que passou
O que perdeu
O que ganhou

Receba como
Ensinamento
E a transforme
Em crescimento
A amargura
E o sofrimento
Dor latejante
Do seu presente

Amigo 137

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Amizade
   Amigo

                                                          Airla Gomes M. Barboza
Amoroso, apressado, ausente, assim lhe deixa descontente.
Manso, mandão, maneiro pode ser também, faceiro.

Irmão, inteligente, intrigante, esquecendo a gente.

Gaiato, grudento, gorducho, não importa o seu modo.

Ouvinte, ousado, ouriçado, parabéns a todos! De verdade.

Educar na diversidade

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Especial
Educar na diversidade
 Airla G. M. Barboza

Vygotsky,  Skinner e Piaget

Teóricos de muito saber

Desenvolvimento

Condicionamento

E comportamento

Unindo o pensamento

No estudo da deficiência

E do desenvolvimento mental

Almejando a presença

No convívio Social

Daquele que tem

Pouca habilidade motora

Falha no lobo frontal

Precisamos avançar

E a nossa escola mudar

Especificando o currículo

E a cultura escolar

Pra criança com limite

Poder se adaptar

Mostrar sua habilidade

Aquele que duvidar

Baixa e alta tecnologia

Recursos que usará

Carregando