Poesias e Mensagens Virtuais

Mensagens de Isabelle Flor

Bem-Vindo à Arquitetura

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Comemorativa


Bem-vindo à Arquitetura
Procura-se o autor


 

 



Eis o curso... Nele um rumo



 



Novos saberes... Conhecimento



 



Que o olhar técnico adquirido



Não reduzam seu horizonte,



Mas que a visão que tens hoje



Seja tamanho expandida



Com as técnicas apreendidas.



 



Que teus traços, em suas retas e curvas,



Retratem bem mais do que ícones



Outrora passados no mundo,



Que alcancem a beleza singela



Que vemos dentro de ti



E que, por ser tua, é ímpar.


 

Mensagem codificada

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Geral



Mensagem codificada
Procura-se o autor


Ouvindo, passei um recado


Cheio de meias palavras


Recado dado. Recado recebido.


Tenho ciência das letras,


Até mesmo do contexto,


Mas, pela falta do texto,


Sinto-me peça em um jogo


Com o bom e velho português,


Onde, ao invés do sujeito,


O predicado foi oculto.

 

Ser Mãe

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Família


Ser Mãe


Isabelle Flor

 

Ser mãe é como ganhar de presente

Um vaso de porcelana

Pintado com ouro e adornado com rubis.

Frágil, ímpar e precioso.

E dentro dele conter uma semente

Viva, sensível ao toque, a voz e ao tempo.

Exigindo cuidados.

 

Ser mãe é ver nisso tão rara beleza

Se enchendo de amor incondicional.

É agradecer a Deus dia após dia

Ter lhe dado um ser, mais que especial

Chamado Filho.

Memória e som

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Geral


Memória e som
Isabelle Flor



 


Ouça o som


Bate as ondas do mar... acalma


Ouça o som


Uma mãe a cantar... embala


Ouça o som


Insiste um tilintar... irrita


Ouça o som


Geme um ofegar... excita


 


No mundo, sons e sons


Podem ser maus ou bons


Nos deixam a pensar


Pensar no que passou


Lembrar do que sonhou


Nos fazem recordar


 


Viver e reviver


Ouvindo o som correr


Memória a ativar


Sentindo a emoção


Contida em cada som


Num doce despertar.

Falando de mãe

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Família



Falando de Mãe



 Isabelle Flor



 


Falar de mãe é falar



De amor, de dedicação



Nada lhe custa ofertar



Só lhe custa dizer não



 



Tem o dom de apaziguar



Com doçura e decisão



Procurando harmonizar



Raciocínio e coração



 



De pretensões muito aquém



Espontânea faz o bem



Sem querer compensação



Eis porque volto a frisar



Falar de mãe é falar



De amor, de dedicação


 

À minha amiga

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amizade



<span style="font-size:20.0pt;font-family:&quot;Monotype" corsiva"="">À minha amiga



Isabelle Flor



 


És um esteio guardado


Num mundo de singeleza


Um caráter bem formado


Um exemplo de grandeza


 


Em seu viver predomina


A fé que nunca declina


Que se desdobra em missão


Que gostosa é tua amizade


Pois em ti sinto verdade


Amiga de coração

 

Expressando amor

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amor


Expressando amor
Isabelle Flor



Cada um tem o seu jeito
De expressar tudo o que sente
O meu é em poesias
Que sai o que está na mente

Queria que ao contrário
Tivesse o dom de fazer
Te amo em atitudes
E alegrar o seu viver.

Retrato de mãe

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Família


Retrato de mãe


Isabelle Flor

MÃE, mulher competente, que cuida da gente por amor e prazer.
MÃE, mulher sentimento, de ouvidos atentos pra nos entender.
MÃE, aquela guerreira que a todos enfrenta pra nos defender.
MÃE, você é presente, meu ser agradece a Deus por você.


 

Pelo telefone: amor e dor

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amor

Pelo telefone: amor e dor
Isabelle Flor


Não sei o que houve com você naquele dia
Não sei se o que houve ainda há agora
Menina inconsistente e de altos e baixos
Não sei se hoje sorri ou se lamenta e chora

Não sei porque de uma hora para outra
Você me trata bem depois me pisa e mais
Me disse coisas frias e que me machucam
Me fez chorar e não querer ligar jamais

As vezes me pergunto se ainda vale
Te ligar todo dia, dia-a-dia mais
Eu corro com vontade de falar contigo
Achando que ao ouvi-la vou me encher de paz
E no meio de tudo acho ouvir carinho
Me vem um seco inculto "não me ligue mais"

E agora o que é que eu faço com minha agonia
Com a vontade louca te ligar e ouvir
Se eu ainda olho para o telefone
Querendo te ligar, tocar, amar, sentir.


Você em detalhes

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria:
 
Você em detalhes
Isabelle Flor
 
Se fecho meus olhos
Te vejo vejo em minha mente
Detalhe a detalhe
Sempre sorridente

Teu corpo é perfeito
Teu corpo é qual flor
Transpira beleza
Exala amor

Se olho em teus olhos
Os vejo brilhar
Eu vou às estrelas
E fico a sonhar

E o teu sorriso
Que a todos encanta
Me tira do sério
Chego a ficar tonta

Quando eu te encontro
Me perco no mundo
Não vejo o tempo
Hora vira segundo

É quente o teu toque
Tua voz sensual
Em cada detalhe
És sensacional
 

Lutando por um amor

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amor
  Lutando por nosso amor
Isabelle Flor
 
Às vezes me pego pensando
Por que te quero tanto assim
Por que eu já não mais consigo
Viver sem você junto a mim
 
Já quis e me fiz de covarde
Um dia tentei te esquecer
Sofri, me iludi, não tem jeito
Sem ti não consigo viver
 
Ficar com você é difícil
Batalhas temos que vencer
Mas eu prefiro lutar junto
Do que desistir de você
 

Você não sai da minha cabeça

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amor
 
Você não sai da minha cabeça
Isabelle Flor
 
Quando eu penso em você
Viro poeta, ouço canções
Surgem palavras de amor
Abrem das rosas os botões
 
Quando em meio a uma conversa
Sobre o assunto que for
Sai da minha boca o seu nome
Abro um sorriso, é amor
 
Se no meio do meu serviço
Eu paro para respirar
Logo vou para o telefone
Para a sua voz escutar
 
E tão logo eu te escuto
O meu coração acelera
Quero estar contigo agora
Como é terrível esta espera
  
Quero estar logo ao seu lado
Mas o tempo não quer passar
Estou morrendo de saudades
Quero te ver, ouvir, amar
 

Confusão 2

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Depressiva
  Confusão
Isabelle Flor
 
Eu não sei nem o que dizer
Estou nervosa até pra dormir
Falta muito no caminhar
Sei que eu tenho que andar, seguir
 
A cabeça está dando voltas
Minha mente não se aquieta
Eu não sei nada desta vida
Minha estrada não tem mais seta
 
O caminho está muito estranho
Estou sem rumo, só resta a fé
Porque na estrada da vida
Não há como virar a ré
 
Aqui só se anda pra frente
E sem mapa temos que andar
Peço a Deus que ilumine à frente
E vou seguindo o meu caminhar
 

Terra e céu

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Vida
  Terra e céu
Isabelle Flor
 
Outrora li um poema
De alguém que apenas voava
E queria ser mais terra
Nela estar, nela ficar

Eu o contrário queria
Eu queria ser mais céu
Dar meus pulos, saltos, gritos
E viver, sonhar, amar

Mas a terra aqui me puxa
Não tenho força de empuxo
Luto contra a gravidade
Para viver a liberdade
Mas vem a realidade
Me grudar a esse chão

Então pego a papelada
Pois ao menos nas palavras
Vivo e revivo uma vida
Vista só com o coração.

 

Saudade à flor da pele

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
  Saudade à flor da pele
Isabelle Flor
 
Na mente martelo um nome
Nome lindo e especial
Vem puro, sem sobrenome
Mesmo que haja outro igual

Quando escuto o teu nome
Meu corpo logo reage
Vibra, pula, vira e vê
Mas sei que não é você

Você não está aqui
Está bem longe de mim
Mas meu corpo não entende
Te procura a todo instante

E minh'alma não obstante
Nota o que o olho não vê
E pra suprir sua falta
Me faz sonhar com você

 

Tudo me lembra você

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
 Tudo me lembra você
Isabelle Flor

Para mim não importa onde
Se dia ou noite está
Pois eu ainda te vejo
Amor em todo lugar

Te vejo em uma estrela
Te vejo no imenso mar
Que dirá naquelas noites
Que têm um lindo luar

Nos pequeninos detalhes
No muito e no muito pouco
Te vejo num vinho doce
E numa água de coco

Na noite sonho acordada
Por isso custo a dormir
Se durmo acordo a procura
E você num está ali

Vislumbro num travesseiro
As guerras que nós travávamos
Das brigas com meu cabelo
Para o alto nós bagunçávamos

Tem coisas que eu evito
Como olhar o entardecer
Pois forte dor me invade
Inunda todo o meu ser

Me apego a essas lembranças
Revivo um beijo seu
Amor eu ainda uso
O anel que você me deu.
 

Fim da inspiração

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Depressiva
Fim da inspiração
Isabelle Flor
 
Um poeta da alma
Não inventa a rima
Escreve o que sente
E o que a vida lhe ensina
 
Àqueles que gostam
Do que escrevo ler
Torçam que eu reencontre
Razão pra viver
 
Meu pequeno verso
Já chegou ao fim
Pois só um vazio
Hoje encontro em mim
 

Dia marcante

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
Dia marcante
Isabelle Flor


Se olho pro céu e vejo
Uma estrela a brilhar
Eu lembro daquele dia
Que sentamos junto ao mar

Deste dia as lembranças
Que eu trago junto a mim
Foi ter você bem pertinho
Contemplando o mar sem fim

Em cima daquela pedra
Onde eu beijei você
Lado-a-lado nós ficamos
Vimos o entardecer

O sol se pôs e as estrelas
Vieram iluminar
Te apontei a mais brilhante
Pedi pra você notar

Lembre sempre que a saudade
Quiser te fazer sofrer
Essa estrela vai dizer-lhe
Sempre amarei você

Adeus amor 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Rompimento
Adeus amor
Isabelle Flor

Mais que um testamento
Lista de bens não faço
Te deixo amor, carinho
E um lindo passo-a-passo

Pegue rosas vermelhas
Duas numa só mão
Beije uma com carinho
Sinta minha emoção

Essa que tu beijastes
Leve contigo ao mar
Coloque ela na água
Bem no nosso lugar

Ela bem de mansinho
Vai desaparecer
Me sentirei beijada
Beijada por você

Agora a outra pegue
Num livro vá guardar
Essa rosa com o tempo
Vai morrer, vai secar

Esta será a lembrança
De quem te amou de verdade
E que levou esse amor
Junto pra eternidade

Me contentaria...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Depressiva
Me contentaria...
Isabelle Flor

Hoje eu me contentaria
Apenas em olhar pra você
Poder contemplá-la em minha frente
Durante o entardecer
 

Hoje eu me contentaria
Só de te ver sorrir
Ver transbordando alegria
No coração que parti

Hoje eu me contentaria
Em saber que és feliz
Mesmo que hoje eu não mais viva
Sejas como eu sempre quis


Dependência

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amor
Dependência
Isabelle Flor


No meio da estrada
Da vida agitada
Nem mesmo esperava
Aconteceu você

Na vida que estava
Já não mais amava
Eu só caminhava
Aconteceu você

Você de mansinho
Me achegou no ninho
Cheia de carinho
Me fez reviver

Meu ego lá em cima
Encontrou a rima
Virou minha sina
Você, bem querer

E agora meu amor
O que é que eu vou fazer
Para onde quer que eu for
Quero estar só com você
E eu sei que meu amor
Eu não posso te prender
Porém sem você a dor
Vai tomar todo o meu ser

Não posso te perder
Mas não posso te prender
Não posso depender
Mas simplesmente não sei
Mais viver sem ter você

Saudades 153

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
Saudades
Isabelle Flor



  audade, palavra triste, que invade o coração
A   umenta a dor que existe, sentimento de solidão
U  mas vezes busca esperança num futuro meio incerto
D  e rever meu grande amor, tê-lo ao lado, tê-lo perto
ssim passo os meus dias, vendo em cada amanhecer
D  o meu lado um vazio, é a falta de você
E  em minha inquietude, sigo sonhando acordado
S  entindo o sabor de um dia poder viver ao seu lado


Menina mulher 4

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Pessoa

Menina mulher
Isabelle Flor


Tens a carência de uma menina
E a sensibilidade de uma mulher
E em seu corpo de mulher
A fragilidade de uma menina

Atrás de um sorriso de menina
Amas como uma mulher
E em seu olhar de mulher
Há a euforia de uma menina

Podia Podia pedir a você
Para ser decidida
Menina ou mulher
Mulher ou menina
Mas o contrário te peço
Continue tal
Continue sendo
Assim especial

Menina Mulher
Mulher menina
Menina e mulher
Mulher e menina

Pretérito perfeito

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amor
Pretérito perfeito
Isabelle Flor

Num grito de agonia
Do aflito a nostalgia
Nos resta a lembrança
Qual festa de criança

A alma sonhou
O corpo vibrou
O aniversário passou
O bolo acabou
O tempo passou
E não mais voltou
Meu corpo chorou
Minh'alma clamou

Mas meu ser notou
Que algo ficou
Certeza de que te amei
Certeza de que me amou

Meu querer 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amor
Meu querer

Isabelle Flor


Quero provar do seu beijo,
Sentir o seu toque,
Me dar pra você.

Quero sentir sua pele,
Fazer mil loucuras
Ao amanhecer.

Quero reter seu sorriso,
Na minha lembrança,
Memória de amor.

Quero você sendo minha,
Eterna magia
Num mundo de horror.

Um caminho, um destino

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Depressiva
Um caminho, um destino
Isabelle Flor


Há um tempo, encontro-me em uma encruzilhada e, como toda encruzilhada, o trânsito é confuso. Nela me deparo com 3 opções:

  • sigo para a esquerda, lado do coração. Este caminho me leva a você;

  • sigo para a direita, lado da razão. Este me leva de volta pra casa;

  • sigo reto e fico sozinha.


O tempo está passando, o sinal vai abrir e já não há tempo para indecisões.

Havia optado por tomar a esquerda, você, quando de repente fui informada que este caminho estava obstruído e para seguir por ele ou teria que passar por cima do obstáculo, ou esperar o caminho ficar livre novamente.

Então, a primeira coisa que pensei foi passar por cima do obstáculo, no entanto isso é contra a lei e eu nunca fui motorista imprudente, penso nos outros, penso nela, penso em você e não posso correr o risco de provocar um acidente onde só restarão mortos ou feridos. Não há garantias de que haverá sobreviventes.

Então pensei em seguir reto, mas a frente só há o vazio, lugar desabitado. Há apenas o caminho, não há placas indicando onde irei chegar. Isso me dá medo. Muito medo.

Diante de tudo, hoje estou ligando o pisca-alerta para entrar a direita.

Minha vida sempre foi assim, cheia de decisões tomadas em prol dos outros. Filhos, marido, família... Essa decisão deveria me deixar feliz. Já tenho um rumo, um destino, mas isso não acontece. 

Pois creio que quando chegar ao destino, o "final feliz", faltará alguém feliz, EU, pois como serei feliz, se em mim falta você.

TE AMO E NUNCA VOU TE ESQUECER!

Descoberta de um amigo

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Amizade
 Descoberta de um amigo
 Isabelle Flor

 
Amigo, Palavra forte, que se fala a qualquer um
Mas na hora da verdade não encontramos nenhum

As vezes é diferente achamos que não o temos
Mas na hora do aperto ao nosso lado percebemos

Esse era o meu caso, Amigo achei não ter
Na crise, muito abalada, Me apareceu você

Você que bem de mansinho ocupou meu coração
Estendeu a mão amiga, não poupou preocupação

É por isso que as vezes, mesmo pensando que não
Vale sim passar por coisas que apurrinham o coração

Hoje a Deus eu agradeço porque conheci você
Uma amiga especial, alegria em
meu viver

Paixão real virtual

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: GLS
Paixão real virtual
Isabelle Flor

Aqui de frente pra tela
Longe de você meu bem
Eu fico a me perguntar
Por que te quero tão bem

Respostas não me respondem
E a dúvida permanece
Por que nos gostamos tanto
Se a gente nem se conhece

No orkut primeiro a vi
Pedi pra me adicionar
Primeiro você negou
Depois fomos conversar

Entrei no MSN
Falamos de blábláblá
Como é que eu ia saber
Que iria me apaixonar

Agora anseio por ter
Você toda sendo minha
Eu quero amanhecer
Ao seu lado coladinha

Quero tocar o seu corpo
Quero beijar sua boca
Você minha doce amada
Já está me deixando louca

Já sinto o seu perfume
Já sinto a sua mão
Não te esqueço um segundo
Doce e distante paixão
Carregando