Poesias e Mensagens Virtuais

Mensagens de lu

Se... 16

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: GLS
Se...

Se algum dia me amares,
pensarás na possibilidade de vir a estar comigo.
Desejarás estar ao meu lado,
ver através do espelho dos meus olhos a vida
que se descortina aqui e agora!
Quererás então dividir
tua vida,
teus sonhos,
teus desejos,
o teu presente e o teu futuro junto a mim.
Caso isto não se dê, deverás então permanecer
onde estás,
em um arranha-céu,
em tua pequena masmorra,
cercada por uma imensa selva de concreto armado.
Enquanto aqui, aqui terás a mágica da vida!

Três tempos

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: GLS
Três tempos

Preciso de um calendário,
para saber qual foi o dia,
em que abri portas,
janelas
ou mesmo uma fresta,
para que você entrasse
feito luz a iluminar a escuridão.

Talvez de um relógio,
para saber quando, 
em que tempo exato,
tudo a minha volta
se desordenou...
calçados ao pé da escada,
roupas pelo chão,
a tomada que não desliguei,
o portão que não tranquei...
esqueci de me lembrar,
esqueci de te esquecer...

Melhor seria uma ampulheta,
deter a areia que escorre,
parar o tempo,
para que nunca passe,
o momento em que estiver
diante de ti!

Moça

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: GLS
Moça

Por hora moça, meus pensamentos são seus...imagino seus olhos, seus cabelos, o colo dos seus seios, seu sorriso, sua boca...Minha perdição será sua boca! Nela depositarei todo meu desejo, toda minha paixão!

 
Por hora moça, desejo beijar-lhe a boca, estremecer-lhe a alma, num beijo intenso, longo...Sussurrar-lhe palavras obscenas ao ouvido, torpes, sem nexo, desmedidas, mas precisas. Escutar seu gemido de prazer e fundir-me em sua boca, em seu corpo, queimando em brasa...


Por hora moça, quero despi-la, tirar-lhe a blusa, beijar-lhe os seios, passar a língua em seus mamilos duros de prazer e trazê-los de volta a minha boca que os quer impacientemente. Apertá-la contra o meu corpo, sentir-lhe a respiração apressada, ofegante...Do seu hálito, sentir-lhe o gosto de cio, cheirosa, estonteante!


Por hora moça, quero tirar-lhe o short, rasgar-lhe a calcinha com pressa, levar minha mão no seu sexo, húmido, pulsante, querendo, pedindo...Pronto! Estás nua! Despida de roupa, de pudor ou vergonha! Quero abrir-lhe as pernas, ver seu sexo, tal qual o predador que contempla sua presa, devorar suas entranhas sob o seu pedido, sua ordem, ouvi-la chamar por mim já quase desfalecida, mas por fim
entregue!


Por hora moça, és minha!
Carregando