Poesias e Mensagens Virtuais

Mensagens de Saudades

Uma luz a brilhar

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade

Uma luz a brilhar
Izaura N. Soares


 
A chuva me faz observar...
Faz-me sentir as gotas caírem
Fazendo soar a vidraça da janela
Donde pouca coisa se ver.
Vejo muito mais além do que eu posso pensar.
Vejo o amor passar como um vento rapidamente
Em uma suave brisa ventilando o meu coração...
Que estava quase a parar... Então...
Vejo o teu olhar olhando para mim!
Deixaste tristeza, sim muitas,
Magoas, talvez, mas você deixou muito mais...
Deixou a saudade do que vivemos!
Você foi um alento nos meus dias de angustia.
É estranho, como você consegue me tocar,
Deixar-me desnuda mesmo quando você
Não tem nada para dizer.
Você toca o meu coração de uma maneira
Que me deixa perplexa.
Isso que é viver a paixão dos enamorados.
Não há nada que me faz voltar atrás
E esquecer-se do meu mundo de sonhos...
Mesmo com a chuva caindo,
Não da para esquecer o brilho do sol...
O teu sol; brilhando para mim!

Viver sem você

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Viver sem você
Zé Ninguém


Morro de saudades de te ver
Abraçar, te beijar e amar
Revoltado todo o meu ser
Após nos zangar

Rompo porque te quero feliz
Ontem, no teu amor me perdia
Sempre fui um louco
Esse amor ao qual liguei pouco
Lembra-me sempre sua alegria
Agora o destino diz
Impossível fantasia
Não! Não a quero infeliz
Estou morrendo neste dia

Morro de saudades de te ter
Única, sim única em meu coração
Longe, procuro esquecer
Logo mais esta doce ilusão
Enquanto te vou perder
Recados não te mando não.

Alma perdida

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Alma perdida

Zé Ninguém

Molham-me as lágrimas o rosto
Algumas? Poucas mais de mil
Rumo sem fim com meu desgosto
Afinal, fui eu o infantil

Recordo com carinho
Os dias de nossa amizade
Se fiquei sozinho
Este é o meu caminho
Letras mortas, eterna saudade!
Agora no meu cantinho
Impassível meu coração
Não bate, só devagarinho
Estoirou, acabou a paixão

Magoada comigo você está
Um malandro que você conheceu
Lutei, e você saberá
Luto mais não, a Morte me cobra com seu véu
Este Zé ninguém acabará
Recebe-me Morte, recebe eu.

 

Amor perdido

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Amor perdido
Zé-Ninguém

Muito se fala sobre o amor
Aquele que sempre faz sofrer
Raiz de sofrimento e dor
Ainda que nunca nos faça esquecer

Rezar? Não sei
Ontem ainda era feliz
Sempre te procurei
Este coração infeliz
Longe de meu Amor
Arde de mágoa e dor
Impossível te esquecer
Não sou homem de valor
Então porque mereço viver?

Mas um dia te esqueço
Um dia de nevoeiro
Levo comigo recordação
Levo comigo a emoção
Um dia o coveiro
Receberá meu caixão.

Algumas lembranças

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade


Algumas lembranças
Procura-se o autor

Aquele mar azul de bolhas brancas a soar naquela manhã de verão, ostentava a calmaria do abstrato e por isso, parecia até mais azul. A brisa inundava o silêncio, sentada à beira da praia ela encolhia, estava frio, ela tremia e se agasalhava na areia, mas não queria desistir daquela lembrança. Ao norte, a ilha preferida era só uma vaga lembrança de vida. Um pedacinho de terra cercado pelas turvas águas que serenamente se acalmavam e já adormecia. Era fim de tarde. Só os raios avermelhado do sol, nas frestas do coqueiral ainda lembrava vida.  E na manhã seguinte, ainda estará ali, não em matéria, mas, em saudades.


 

Saudade

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade

Saudade
Rosalina Assis

Saudade de outrora;
Minh'alma chora!
Dor tão dolorida!
Minha vida deixou
de ser colorida.
Meu coração está nublado.
Muito, muito amargurado!
Saudade opressora...
És torturadora!

Distância

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Distância
Procura-se o autor


Hoje pensei em você,
talvez por ter olhado o céu
e visto as estrelas,
não por elas serem parecidas com o brilho de seus olhos
nem por terem a beleza do seu sorriso,
mas por estarem tão distantes de mim.

Castelo de areia

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Castelo de areia
Ninha Barroso

Deve ter sido amor,
Mas agora terminou
Deve ter sido bom,
Mas valeu enquanto durou


Desde o momento que nos tocamos até quando o nosso tempo acabou.
Faço de conta que estamos juntos
E te mantenho em meu coração


Toque-me agora,
Eu fecho os olhos...
E me perco em sonhos
Guardados na memória


O vento sopra e a água flui
E me perco em seus braços
Mas a dor é tanta que
Uma lágrima cai e meu castelo rui.

Pensamento de liberdade

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade

Pensamento de liberdade
Autor: Beto Rocha

Coisa linda e bela
Igual uma rosa vermelha
Intactas estão suas pétalas
Como a pureza da natureza
Um ser intocável
Inviolável
Sem defeito
Perfeita
Água cristalina
Linda menina
Sua pele
Seu cheiro
Sinto no ar
Quando a brisa o vento leva
Derrama sua beleza
Na queda de uma cascata
Que cai no mar
Você está longe
Mas perto de mim
Boca cheia de sabor
Onde quase me perco
Seu perfume está
Na viagem de um beija-flor
Quando toca no chão
Deixa cair
Uma rosa vermelha
Minha cinderela
No meu pensamento
Voa a minha liberdade
Em busca da tua presença
O qual passa por mim
Um cheiro de jasmim
Que me deixa embriagado
Totalmente apaixonado
E me sinto a voar
Com o cheiro do mar
Sem limites para sonhar
Acordar
Pensar
E dizer
Isso foi um sonho?
Uma miragem?
Ou uma viagem
Ao desconhecido
Mundo do infinito?
Você existe?

Minha mãe, meu anjo

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade


Minha mãe, meu anjo
Ayda de Macedo


Minha vida está vazia.
Onde está meu anjo amigo...
Em que estrela haverá
o meu anjo se escondido?


Eu ando meio perdida.
Sem sentido está a minha  vida...
Partiu, meu anjo querido...
Como é que eu  irei viver?


As coisas andam estranhas...
As piadas não têm  graça...
As tristezas são  maiores...
A minha dor nunca passa!


Eu vivo me perguntando:
-Porque Deus nem perguntou
se eu viveria sem ela...
E para tão longe o levou?


Será que ELE  não sabia
que ela era meu consolo?
Igual não terei nessa vida...
Ninguem se compara à minha mãe querida!


O tempo vai passando lento...
A saudade vai aumentando...
A dor me dilacerando por dentro...
A solidão me acompanhando.


E foi num momento de tristeza,
de profunda dor e nostalgia...
Que Deus mostrou para mim
O que eu não entendia...


Num sonho ele me mostrou...
Então pude entender
que o  anjo que me acompanha
é a minha mãe querida,
que um dia jurei perder!


Deus não a levou pra longe...
Apenas asas lhe deu.
Ela agora é meu anjo,
a minha mãe não morreu!

 

Distância

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade

Distância

 






Todo dia quando eu vou dormir penso em você.
Você é tudo pra mim.

Você me completa e me deixa assim apaixonado e louco por ti. 
Te ter aqui perto de mim é tudo o que quero, mas que pena, você esta tão distante de mim.

Abandono

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Abandono  A doce ilusão dos mortais, Que por nada fazem temporais, Essa doce ilusão, Entrou rasgando meu coração, A dura realidade me mostrando, Os meus sonhos se dilacerando, Você, antes aqui tão perto, Hoje é tão incerto, Seguiu seu caminho, Deixou-me aqui sozinha, Aos poucos enlouquecendo, Com medo de estar morrendo, Tendo como amigo intimo, Apenas um frio copo de vinho, Desculpe-me, não sei perder, Não consigo entender, Já não reconheço este lugar, Este medo cruel de amar, Às vezes que sorri para não chorar, Vendo você me deixar, O que vou fazer agora, Que sem piedade foste embora, O vinho chegando ao fim, Sem saber o que se passa em mim, Apenas uma leve tonteira, Que da loucura me deixa a beira, Vida vazia completamente, Como os pensamentos de um demente. Coração latente, obscuro, oco, Loucuras desse sentimento doente, Desse coração sem dono, Que me deixou no abandono.

Devaneios da alma

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade

Devaneios da alma



Quisera eu...
Em meus devaneios
No meio da noite não viessem
Ah! Minha alma quimera
Deveras valessem a pena
Pena que não veio quem era
Sonhos outrora adormecidos
Não despertasse, fossem esquecidos
Antes de o sol raiar.

Quisera eu...
Fossem os meus pensamentos belos
Não pesadelos, delírios nas madrugadas
Um coração que rejeita
Sofre mas não aceita
Uma alma ferida
Ah! Se as flores nos campos nascessem
Antes de a primavera chegar.

Quisera eu...
No meio de tantas utopias
Quem me dera sonhar
Com o vôo do beija-flor
O canto do sabiá
Numa pequena flor de maracujá
O dia voltasse a brilhar
Antes de a chuva cair.

Quisera eu...
Agora a chuva já cai lá fora
A aurora chega na hora
E eu aqui dormindo em minha cama
O tempo chora por mim
São só lágrimas que caem, molhando o meu travesseiro
Eu acordo pela manhã, estou sozinho
Chorando de saudades de você.

Chuva repentina... duradoura saudade...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
Chuva repentina... duradoura saudade... Izaías da Silva
Mais um fim de semana tinha acabado,
E minha segunda preguiçosa começou,
Lembrei que em seus braços eu não havia estado;
E dentro de mim de tristeza minha alma soluçou...
Te imaginei em outro lugar olhando para o firmamento,
E talvez em vão até pensou em saber como eu me encontrava,
Mesmo não podendo extravasar teu sentimento;
Eu sei que em em algum momento tu em mim pensavas...
Permiti que a chuva que caia me molhasse sem nenhum alarde,
Ea sensação é que gostaria nesta hora de não estar sozinho,
Na vida descobrimos que Amar e ser Feliz nunca é tarde;
Se você encontra a Musa dos teus sonhos pelo caminho...
Meu dilema de poeta é que de tanto Amar a Musa lhe concedi liberdade,
Apenas alguns presentes e outros fragmentos meus estão bem perto dela,
Dentro de mim resta uma teimosa saudade;
Naquele quadro com o sol ao fundo não foi pintado ainda nenhuma aquarela...
Por esta razão o poeta que já esteve um dia na praia sul como um menestrel,
Se ressente de não entoar mais lindas canções de Amor  por outros jamais imaginada,
Estas palavras estão gravadas em muitos e simples pedaços de papel;
E só quando encontrar a Musa talvez elas sejam completadas...
Mas enfim quando as águas de março se findarem e começar o quarto mês,
Dias novamente serão contados ansiosamente até que antes do dia quinze eu te abrace forte,
Espero que neste dia chegue enfim a nossa tão esperada vez;
Espero que neste dia enfim tenhamos uma tarde cheia de sorte...
A chuva repentinado céu acabou de fazer espetáculo e como num passe de mágica terminou,
O sol veio entre as nuvens e anunciou um arco-íris que só nasceu em tua cidade,
O que de fato aqui com este poeta continuou;
Foi e é a tua ausência sentida e esta tão teimosa e duradoura saudade...

Saudades do que ainda não vivi

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Saudades do que ainda não vivi...
Procura-se o autor

Hoje sonhei com você novamente...

Lembranças adormecidas despertaram numa tarde fria pelo clima e a saudade

Procuro-te pelas montanhas, mas só te encontro olhando os vales da minh'alma

Perdidos pelos labirintos da vida, nosso encontro parece por vezes improvável

Ouço passos à soleira, abro a janela, mas não é você

Novamente volto a ausência do teu afeto e das surpresas que teu amor me concede

A saudade aperta, o medo assombra, a dúvida bate à porta

Mais uma vez não te achei, não te conquistei, não vivi

Sentimentos, palavras e gestos trancados onde só você pode abrir

Não faço sala a desesperança que me visita, insisto em permanecer à janela

No mundo lá fora pessoas vem e vão despercebidas pela falta que fica aqui dentro

Ao longe no horrizonte te vejo no barco dos meus pensamentos

Não sabendo se vais ou vem

Lembro-me do tempo

O tempo que incomoda quando contado em números

Que ajuda quando recordado pelo momento

Há esse tempo!

O tempo certo, exato, ideal e esperado

No meio mais improvável, jubilará meu coração pela forma e intensidade?

A mesma dor da lembrança que maltrata, me nutre novamente de esperança pelo que viverei

Mais um final de tarde, mais uma noite chegando

E hoje, novamente sonhei, e senti mais do que simples saudades de alguém

Senti saudades do que ainda não vivi...

A saudade dizia... Não!

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade


A saudade dizia... Não! - Rondel
Izaura N. Soares


 


Banido os versos do amor
Na história triste da paixão
Tropeçam os sonhos em flor
Na semente do coração.


 


Assim nasceu a solidão
Dentro do coração com, dor
Banido os versos do amor
Na história triste da paixão


 


Tamanha foi a minha ilusão
Guardando o sonho com fervor,
A saudade dizia... Não!
Não quero mais o seu calor.
Banido os versos do amor!

Ainda penso em você

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade
Ainda penso em você

Tenho trabalhado tanto, mas sempre penso em vc. Mais de tardezinha
que de manhã, mais naqueles dias que parecem poeira assenta e com mais
força quando a noite avança. Não são pensamentos escuros, embora
noturnos…

Sabe, eu me perguntava até que ponto você era aquilo que eu via em você
ou apenas aquilo que eu queria ver em você. Eu queria saber até que
ponto você não era apenas uma projeção daquilo que eu sentia, e se era
assim, até quando eu conseguiria ver em você todas essas coisas que me
fascinavam e que no fundo, sempre no fundo, talvez nem fossem suas, mas
minhas, e pensava que amar era só conseguir ver, e desamar era não mais
conseguir ver, entende?

Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro.
Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem
solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não
queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que
dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu.

Mas se você tivesse ficado, teria sido diferente?

Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais — por que ir em frente?

Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço
esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia —
qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir,
mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada
seja áspero como um tempo perdido.

Tinha terminado, então. Porque a gente, alguma coisa dentro da gente, sempre sabe exatamente quando termina.

Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas. Uma lembrança boa de
você, uma vontade de cuidar melhor de mim, de ser melhor para mim e para
os outros. De não morrer, de não sufocar, de continuar sentindo
encantamento por alguma outra pessoa que o futuro trará, porque sempre
traz, e então não repetir nenhum comportamento. Ser novo.

Mesmo que a gente se perca, não importa. Que tenha se transformado em
passado antes de virar futuro. Mas que seja bom o que vier, para você,
para mim. Te escrevo, enfim, me ocorre agora, porque nem você nem eu
somos descartáveis.

. . . E eu acho que é por isso que te escrevo, para cuidar de ti, para
cuidar de mim – para não querer, violentamente não querer de maneira
alguma ficar na sua memória, seu coração, sua cabeça, como uma sombra
escura.

Saudades 185

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
 


Saudades
 Laisa Favarato

Sentimento inexplicável, indescrítivel e aterrador, pois só quem sofre pela dor da saudade sabe o sofrimento que ela traz...


A alma está carente, o coração machucado e os pensamentos perdidos, na ausência que você me traz, saiba que se eu pudesse....te mostraria que nem a quantidade de estrelas seria maior que meu amor por você, se eu pudesse...olharia no fundo de seus olhos e mostraria com o meu olhar  o que nem mesmo todas as palavras poderiam lhe dizer sobre o que ainda sinto por você, ah.. se eu pudesse....talvez ainda poderia dizer com o meu sorriso a saudade que meus lábios sentem dos seus...mas isso tudo se eu pudesse....depende de você agora para diminuir essa distância entre nós dois...mas se você acha que tudo isso não vale a pena, eu entenderei, assim como entenderei que terei te esquecer, e, me acostumar com essa ferida que se abre a cada dia, a minha dor, a dor da saudade que sinto de você!

Saudades...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
Saudades...
Edvaldo Rosa

Meu coração se aperta, entre dedos fortes...
Meu coração se entristece...
Só não verte lágrimas, pois seus olhos estão distantes!
Veem aqueles que ficaram parados na estrada,
Imóveis figuras que a distância teima em desvanecer...
Quantas saudades sinto aqui comigo!
Meus filhos, onde estão vocês?
Nunca antes me senti assim tão sozinho!
Nunca antes tinha me perguntado,
Se meus passos não estavam equivocados,
Como agora faço, estando longe de vocês!
E a vida é um pouco assim...
Encontros e desencontros!
Só, que eu sinto que não estou pronto,
Para viver longe de vocês!

Lenços para lágrimas da saudade...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade
Lenços para lágrimas da saudade...
Rita de Cássia Oliveira

As pessoas que amamos não morrem jamais, apenas viajam na nossa frente...

Apenas compram uma passagem para um lugar bem longe... muito longe
Só que tinham apenas o dinheiro da passagem de ida e os que ficam como não tem dinheiro para ir junto, vão ter que ficar, trabalhar, até também juntar dinheiro e também comprar passagem e viajar...
  
Não importa o lugar onde está, vem um anjo e desliga o interruptor da vida e essa pessoa tão especial dorme...

Quantas vezes a gente se perde olhando um carro na estrada, e o carro vai se distanciando e a gente continua olhando, e mais, e mais, até chega um ponto que o carro some...
 
Nossos olhos não vêem mais, porém isso não significa que o carro parou de andar... Lá ele continua andando em alguma estrada, em algum lugar, só que não mais ao alcance dos nossos olhos...

Pense nisso... em algum lugar, de alguma forma, já que na casa do Pai tem muitas moradas, essa pessoa tão especial vai estar dormindo ou prosseguindo sua trajetória

Um dia você terá respostas para todas as perguntas que faz e ninguém te responde

E mais, essa dor que ora todos sentem não é uma dor eterna... Deus é tão sábio e misericordioso que ele criou o tempo e o tempo serve para muitas coisas, inclusive para ir amenizando e diminuindo a dor...

Não que essa pessoa será esquecida, porém a dor vai aliviando, aliviando até uma hora ela permanecer apenas nas suas lembranças, no seu pensamento, e aí essa pessoa querida, vai ter apenas um nome: SAUDADE

Isso vai servir de lenço para secar as lágrimas quando elas insistirem em rolar.
Nada muda o rumo das coisas, porém essa mensagem talvez alivie um pouco da dor que é tão sentida no momento da partida.

Que Deus conforte o seu coração e seque as suas lágrimas...

Insano

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade
Insano

Madrugada fria. Um temporal cai lá fora.
A melodia do vento quebrou o silêncio da noite.
Acordei.
Uma triste melodia!
Acordei pensando em você!
Uma mescla de sentimentos se revezam em minha cabeça e já não sei mais qual prepondera.
Alegria, saudade, solidão...
Penso em nós dois e o sorriso é inevitável.
A simples lembrança dos momentos perfeitos que vivemos transbordam meu coração de alegria.
Simultaneamente lembro que estou só.
O sangue em minhas veias quer parar de correr.
Mas a esperança faz meu coração pulsar mais forte.
Saudade. Quanta saudade!
A vontade de estar junto com você é quase incontrolável.
Já não sei o que estou sentindo, sequer sei se tem nome.
Apenas sei que é bom. É algo inigualável, algo que nunca senti antes...
Mas não preciso saber o nome, o que importa é que estou sentindo.
Que é muito bom.

Talvez eu seja um louco,
Talvez nada disso esteja acontecendo,
Talvez nada seja real,
Talvez você não exista. Talvez seja apenas uma personagem de um sonho meu.
Talvez...
Mas se tudo isso for um sonho,
Se nada for real...
Eu quero sonhar e ser louco pra sempre.
Quero viver esta fantasia eternamente.
Tudo isso é bom demais...
Você me faz muito bem!



Mais uma madrugada

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
Mais uma madrugada
J. Eustáquio

 

Mais uma madrugada a fora,
e eu perdido aqui dentro...
Lembranças de um momento que se foi,
saudades que não querem se calar.


 

Pensamentos que vagueiam pela noite,
São só palavras que eu não consegui te dar...
E essas lágrimas que rolam no meu rosto,
É o que rega a esperança em teu lugar.


 

 Venha, veja o que ainda sinto entre nós dois,
não deixa esse perdão para depois...
Amanhã pode ser tarde demais


 


Hoje preciso te fazer ouvir, o meu coração.

 Leia, tudo que escrevi a mão
 


E faça igual mas com um final diferente,
Pra o meu coração bater hoje mais contente.
Ou sempre lembre que eu te terei em mim...

Eu e você 22

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Eu e você
Rosalina Assis

Eu e você no paraíso...
Quanto amor quanta ternura.
O tempo não existia, só queríamos
curtir ao máximo um ao outro.
Tempos bons que se foi, mas que
tantas saudades deixou.   

Saudades 182

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Saudades
Rosalina Assis

Sinto saudades dos seus beijinhos
Do seu doce jeitinho.
Sinto saudades do seu amor, do seu carinho.
Sinto uma saudade imensurável de você.
Tai, foi no que deu, fui me envolver com você,
Agora vivo a sofrer, a espera de você.   

Saudade 186

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

                              Saudade

Tenho saudade
 dos seus beijos
Das suas caricias
Da sua companhia
 
Do seu jeito de ser
Tenho saudade do tempo 
Que compartilhei com você
Minhas alegrias e tristezas
Tenho saudade de sua alegria
Tenho saudade de você.
 

O amor jamais esquecido

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
 



 
O amor jamais esquecido

J. Eustáquio

Uma vida que nunca esqueceu,
  o destino que ainda não perdoou,
um reencontro que não aconteceu,
o sonho que não se realizou.

Foi podada a árvore da vida,
o destino mudou seu caminho,
o amor jamais esquecido
é uma chama que brilha no ninho.

Um dia qualquer que seja,
o reencontro terá que acontecer,
Eu e Você, um olhar, um abraço,
não importa como, nem porquê.

A chama que não quer se apagar,
é de um caminho tristonho,
seria mais um eterno sonho
que teima em não se realizar?


 


 


 




   

Saudades pai 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
Saudades pai

Sabe, às vezes penso em você
Queria que estivesse sempre aqui
Mais você se foi,
E ficou aqui dentro de mim
E hoje queria tanto te abraçar
Tudo foi tão rápido
Que eu nem ti vi
Mais agora que não está aqui
Sinto falta do beijo que deu em mim
Olho para as fotos que sempre me recordam
Tudo passou, tudo mudou
E sempre vou dizer que TE AMO!
  

Sinto uma estranha saudade de você

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade
Sinto uma estranha saudade de você
Luzineide S. Novais


Olhar uma foto sua
faz meu corpo estremecer

Lembrar da única vez que você me viu
me faz acreditar em um destino certo

Pensar em beijos seus
faz meu coração acelerar

Estou vivendo uma paixão virtual
Vou calar
não vou escrever
sei que não vou lhe ter

Mas vou lhe procurar em site de pesquisa
já sei tudo sobre você, ou quase tudo
porque não sei se você também sente saudade de mim

Me pergunto de onde vem esta saudade
esta estranha saudade que sinto de uma pessoa que não conheço
e que não poderei ter acordada.
/

Noite fria 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Saudade

Noite fria
Rosalina Assis

Há uma dor latejando no meu peito.
Há um lugar vazio no meu leito.
Lágrimas de dor, molham o meu travesseiro, deixando
claro, o meu desespero.
E neste triste abandono, a tristeza rouba o meu sono.
O tic-tac do relógio que não para.
E a noite da lugar a madrugada.
Madrugada fria de nostalgia e solidão.
E vendo minha cama vazia, eu me desespero então.
Pois aqui você não está, pra aquecer o meu corpo,
e também meu coração.   

Saudades do meu tempo de criança

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Saudade

Saudades do meu tempo de criança
Rosalina Assis

Ah! meu tempo de criança , que tanta saudades me traz.
Tempo que tanta alegria me trazia.
Tudo era festa, euforia...
Corríamos, pulávamos, brincávamos de pega- pega.
Tudo era uma grande festa.
Se eu pudesse parar o tempo;
Seria exactamente ali, no meu tempo de inocência.
Ai talvez, não teria conhecido o coração mau, de alguns seres humanos.
Nem a intolerância entre os povos.
Quando crianças éramos todos iguais, sem diferenças, sem preconceitos,
éramos todos unidos, como uma grande família.
Quando criança tudo era paz e felicidade.
Que pena que o tempo passou, e o mundo que conheci mudou.
Sinto saudades, da mais pura felicidade!
 

Carregando