Poesias e Mensagens Virtuais

Meu velho rio

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Natureza





Meu velho rio



                Siria Wagner Silva da Silveira



 



Do velho rio Mampituba,



Lembranças agora invadem,



Com tempo, sem tempo assim,



Nas infâncias, de qualquer idade.



 



 



Águas que movem moinhos,



São espelhos da natureza.



Hoje é um risco de água,



Nelas contém tantas impurezas.



 



Deste vida à tantas vidas.



Deste vida à minha infância.



Sustenta a tantas vidas,



Com vida, angústia e Constância.



 



A que justiça te condenam agora?



Rio, agora de águas turvas!



Que os sábios entendam que tu,



Não podes morrer, meu velho Mampituba.



 


Carregando