Poesias e Mensagens Virtuais

Abrace esta causa, cuide da água

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Natureza
   
Abrace esta causa, cuide da água



Ó mãe água!
Dona dos solos sagrados
Saciando a sede do mundo
Sofrendo o descaso profundo
Dos homens em sua ganância
Derrubando a vida em vão..

Aterra os rios e seus leitos
Os ribeirinhos e as vazantes
As matas apenas nas margens
Limitando a vidas das fontes
Guardadas na terra em vasos
Milagrosos e cheios de encantos.

Extravasa o homem em sua egocêntria
Conhece o risco mais não se preocupa
Não quer saber dos distúrbios e revelia
Que causa ao destruir o leito das águas
Fonte de sobrevivência das futuras vidas
Da humanidade que crescem em rebeldia.

Desértica será a vida sem água cristalina
Num futuro bem próximo e cheio de horror
Sem fontes e rios limpos como será o destino?
Das multidões sedentas vagando cheias de pavor
Matando e se matando nas auroras e noites sem fim
Pela a água, sinônima da vida e no futuro de terror.

Abrace esta causa defenda a água
Combata o desperdiço e defenda os rios
As fontes ainda no solo intocáveis
A poluição maldita adejando nos dias
Causados pelos os homens sem alma
Destruidores da esperança e da vida.

Carregando