Poesias e Mensagens Virtuais

Pinóquio

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Fábulas
Mensagens e poemas
Pinóquio
Zaneide Madeira Gonçalves

Era uma vez um carpinteiro chamado gepeto, sem filhos, construiu para si um boneco de madeira. Para sua surpresa; depois de pronto, o boneco movia-se e falava como um menino de verdade. Chamou-o então de pinóquio. Pegou papel colorido e fez-lhe uma roupinha. Com o miolo do pão fez uma touquinha e depois, com o pequeno par de sapatos, passou a considerá-lo como um filho. Gepeto decidiu mandar pinóquio á escola e, por isso, comprou-lhe uma cartilha; mas o boneco, quando ia pela estrada, ouvi uma musica do circo e a seguiu. Vendeu seu livro para poder comprar a entrada e correu para o circo. Enquanto isso dois malandros-A raposa e o gato-acompanhavam todos os seus movimentos. No circo pinóquio foi aprisionado pelo terrível Stromboli, o dono do teatro, que o confundiu com um de seus fantoches. Mas pinóquio tanto fez que conseguiu comover o homem que, afinal não era tão mal assim. Stromboli deu-lhe algumas moedas de ouro para levar a seu pai que, como havia dito, era muito pobre e tinha vendido até seu casaco para comprar a cartilha.
Carregando