Poesias e Mensagens Virtuais

Peça socorro ó minha alma

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Depressiva

Peça socorro ó minha alma
Sidney Alves das Virgens

Vida sombria
Alma vazia
Que solidão
Que agonia

Também assim
No outro dia
De manhã
E quando anoitecia

Agora virou rotina
Perdi a calma
Peça socorro
Ó minha alma

Quando irei morrer?
Por que estou a sofrer?
Não tenho nenhuma
motivação para viver

Meu Deus
Deixa eu te ver
Ao teu nome
Quero engrandecer

Tu és a minha esperança
Em ti eu deposito
toda confiança,
Mas não aguento mais essa vida
Que depressão maldita!

Estou na ruína
És a única saída
O meu prazer é fazer
Tristes versos com rimas

Somente adquiri um dom
O de compor poesias
Posso ter outros
Mas não enxergo
Vivo em um deserto

Vejo tudo em preto e branco
Estou solitário e desconsolado
Não há ninguém semelhante
Preencha o meu coração
Faça-me sentir importante

Dê-me disposição
e muita inspiração
Para que eu escreva
mensagens poéticas
Que não seja de melancolia
E sim de ânimo e alegria

Faça-me feliz
realize os meus sonhos
pois sei que é grande o seu amor
peço em nome de Jesus Cristo
meu Senhor e salvador

   
Carregando