Poesias e Mensagens Virtuais

Mensagens de Criança

SER CRIANÇA 3

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança

                                                     Ser criança 3

                                                       Bené Barros

Ser Criança É!    Ter um coração puro sem maldade, atitudes firmes e sinceras, valorizar o que tem em sua  volta  principalmente, quem cuida  da sua vida.

Ser Criança É!  Ter um carinho sincero,  verdadeiro, com todos, um sorriso puro que deixa feliz quem está ao seu lado.

Ser Criança É!   Se deixar levar em um mundo de sonhos, que um dia poderão serem   realizades,  mesmo que tenha difilcudadespara isso, mas com força e coragem, tudo é possível até mesmo depois de um longo tempo, sem se importar  com a realidade voltar à Ser Criança.

Parabéns à todas as crianças pelo seu dia e lembre-se,  por mais que um dia você passe dessa fase, assumindo grandes responsabilidades  nunca  deixe de SER  CRIANÇA! 

 

Ser criança

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança

Ser criança

Sidney Alves das virgens

Ser criança é viajar através da poesia
É jogar bola e pular amarelinha
É mergulhar na fantasia
É transbordar-se de alegria

Ser criança é pintar e desenhar
É curtir a cada momento da infância
É aprender a ler e a escrever
É ter fé, amor e esperança

Ser criança superar-se a cada dia
É tornar-se poeta ou poetiza
Cantor ou cantora
Herói ou heroína
Príncipe ou princesa
Rei ou rainha

Ser criança é andar feliz
É conhecer vários amigos
É manter-se jovem em espírito
É assemelhar-se a Jesus Cristo.

SER DE LUZ

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança

SER DE LUZ

SERELEPE, ALEGRE, VIDA... ESSAS SÃO AS QUALIDADES DESSE SER TÃO INOCENTE E TÃO MARCANTE QUE ENTROU EM MINHA VIDA MUDANDO TODO O MEU FUSO HORÁRIO, MEUS HÁBITOS, FAZENDO-ME ADIAR OS COMPROMISSOS E COLOCANDO-A EM PRIMEIRO LUGAR EM MINHA VIDA. TUDO POR ELA VALE A PENA...

Meu bebê 3

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
 Meu bebê


Ó meu bebê!

Amar-te é meu segredo

Ver-te rindo meu prazer

Versos meus amor e enredo.

 

Xodó belo perfeito

Luminescência da alvorada

Amor infinito em meu peito

Tânagra brilhando na minha alma.

 

Carinhosamente te beijo

Aperto-a em meu coração

Digo ao mundo te amo

Chamo-te de meu anjo.

 

Adoro seu sorriso infante

Seus toques cheios de amor

Seu olhar meigo de encanto

Sua face desabrochando em flor.

 

Sou teu anjo protetor

Senhor apaixonado pelo teu olhar

Há carrego nos dias e nas noites

Beijo-te com imensurável felicidade.

 

És a alegria dos meus dias

Senhorita de pureza e fantasia

Flor xistosa de magia

Amor eterno na minha vida.

Filho a semente da esperança

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
   Filho a semente da esperança

Gisele F.Vieira

É diante de uma criança que enxergamos como somos pequenos, e como esses pequenos são grandes.
Crianças são tão puras inocentes, sem maldades. Porque quando crescemos não conseguimos manter nenhuma dessas qualidades.
Ah! Esses anjinhos que brincam inocentes, sempre sorridentes, um dia serão árvores e produziram o fruto que gerará a semente.

Um anjo 7

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança

   Um anjo

Quando nasceu, podia se ver
que o esplendor, a formosura, pairava
naquele ser.
tão pequenino mas ao mesmo tempo um gigante
forte, cheio de vida e amor...

No decorrer dos anos algo aconteceu
Deus resolveu chamar para SÍ,
e num momento vimos a sua vida definhar
naquele corpo frágil de criança.

Os dias foram passando e no sétimo dia percebemos
que Deus não queria devolver para nós aquele anjo.
foi então que algo maravilhoso e nobre aconteceu...

Suas córneas fizeram cegos enxergar.
Seu coração bate forte fazendo uma criança sorrir.
Seus rins tiraram duas vidas da Hemodiálise dando a elas o prazer de viver.
 
nesse gesto tão grandioso o anjo volta a vida.
e nos mostra que Deus sempre quer o melhor para nós.

Pensamentos de um bebê

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
Pensamentos de um bebê
Rosalina Assis

Mamãe querida...
Que bom estar contigo, ser seu pequeno bebe.
Ter o privilégio de sentir suas mãos macias a me acariciar.
E seus lábios doces minha face beijar.
Como é bom sentir o teu perfume, tocar os seus cabelos,
com minhas pequenas mãozinhas.
E com muito carinho, seu rosto meigo acariciar.
Mãe contigo me sinto protegido(a)
É como se nada neste mundo pudesse me machucar.
Mãe eu te amo tanto, que é até difícil explicar.

Mãe 66

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
   Mãe

Obrigada pelas noites geladas que senti o calor do seu corpo
Obrigada pelo seu alimento mais puro e suave
Obrigada pelas noites mal dormidas
Obrigada pelo seu abraço
Obrigada pela sua força
Obrigada pela sua preocupação
Obrigada pelas suas lágrimas
Obrigada pelo seu sorriso sincero
Obrigada por você me ensinar o que é a vida
Obrigada por você me deixar ver o melhor pra mim
Obrigada por você tentar confiar em mim
e as vezes não conseguir
Obrigada pela minha existência
Obrigada pela sua coragem
Obrigada pela sua existência...
Obrigada por ser a minha MÃE....

Mensagem da criança 3

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
   Mensagem da criança

1. Não me dê tudo o que te peço. As vez meus pedidos querem apenas ser um teste, para ver quanto posso pedir.
2. Não grites comigo. Eu te respeito menos, quando o fazes. E me ensinas a gritar também, e eu não queria isto.
3. Não me dê ordens a todo momento. Se em vez de mandar, algumas vezes extremasses teus desejos sob forma de pedidos, eu o faria mais rapidamente e com mais gosto.
4. Cumpre as promessas que fazes, boas ou más. Se me prometes um prêmio, deves concedê-lo assim como um castigo.
5. Não mudes de opinião a cada momento sobre o que devo fazer. Pensa antes mantendo a decisão.
6. Não me compares a ninguém, especialmente com meus irmãos. Se me colocas acima deles, alguém vai sofrer. Se me colocas abaixo, eu é que sofro.
7. Deixa que eu faça, acertando ou errando. Se fazes tudo por mim, serei um eterno dependente.
8. Nunca pregues uma mentira, nem me peças que eu o faça. Isto criará em mim um mal-estar e me fará perder a confiança em tudo o que afirmas.
9. Quando te enganas em alguma coisa, admite-o francamente. Isto não te diminuirá a meus olhos, pelo contrário te fará crescer e eu aprenderei a assumir minhas faltas.
10. Quando te dás conta de um problema meu, não digas que é bobagem, que o tempo corrige ou que não tens tempo. Eu preciso ser compreendido e ajudado.
11. Trata-me com a mesma amizade e a mesma cordialidade com que tratas teus amigos. Pelo fato de pertencermos à mesma família, não significa que não possamos ser amigos também.
12. Nunca me ordenes fazer uma coisa quando tu mesmo não o fazes. Eu aprendi a fazer sempre apenas aquilo que tu fazes e não aquilo que tu dizes.
13. Ensina-me a amar e conhecer a Deus. Não acredites que as evangelizadoras possam fazer isto em teu lugar.
Tudo o que me ensinares a respeito de Deus, nunca entrará em meu coração e em minha cabeça, se tu não o conheces, nem o amas.

Eterna criança

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Eterna criança
Guida Linhares

Que esta criança cheia de dengo,
seja sempre muito feliz.
Que tenha olhos de ver alegria,
que tenha motivos para sorrir.
Que veja a vida como um arco-íris
pincelado a cada novo amanhecer.
Que o coração desta criança,
tenha os pincéis do amor
sempre prontos a traçar caminhos
que levam à eterna ventura
de sentir-se parte integrante
desta natureza plena de amorosidade
e de um suave compartilhar de sonhos e quimeras.
Que Deus a ilumine
e cada vez mais traga à tona a criança doce,
que gostava de brincar de esconde-esconde,
empinar pipas, pega-pega, amarelinha, pisar nas
poças d`água e bailar na chuva cantando.
Que hoje ela seja muito feliz,
achando até graça de si mesma,
por ter caminhado tanto,
entre alegrias e sofrimentos,
mas continuar sendo a eterna criança.

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!

Simplesmente criança...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Simplesmente criança...

Se pudesse pedir algo aos anjos pediria para voltar ao tempo,
Poder percorrer campos, colher frutas, brincar entre todos...
Amanhecer sorrindo, dormir exausto pelas travessuras,
comer pipoca escondido, pastel de feira, paçoquinha.
Pegar o animal abandonado na rua
colocar no carrinho de feira e trazer para casa...

Queria poder voltar
para falar mais uma vez ao meu pai e a minha mãe...
Olha, amo vocês!
Queria voltar...
Para poder pedir aos amiguinhos da infância,
que continuassem a meu lado durante o caminhar da vida...

Neste tempo onde a pureza tocava-me sempre a alma...
Construir castelinhos (que imaginava não poderem ser destruídos.)
Um tempo onde não me deparava com tanta violência, com tanta dor...
Em que podia abrir a ‘lancheira’ e dividir com o amiguinho que me pedia,
receber dele o mesmo carinho...

Um tempo onde os que me cercavam
não queriam saber se meus pais tinham posses, títulos ou posições...
Um tempo onde podia ser amigo da menina e do menino
sem malícia nenhuma, apenas a troca de um grande carinho...

Ah, queria voltar ao tempo...
Corrigir meus erros,
Procurar viver intensamente cada minuto de minha infância,
perpetuar estes instantes mágicos;
Que a gente só depois de muito tempo...Vê com saudades...
Ah se pudesse...

Pedaço de papel

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança

Pedaço de papel

Escrevi seu nome num pedaço de papel
Desenhei estrelas como se fosse o céu
Pintei de colorido, com lápis de cor
Escrevi seu nome com a palavra amor

Escrevi seu nome num pedaço de papel
Numa mão a tinta e na outra um pincel
Pintei de colorido o meu coração
Escrevi seu nome com a palavra paixão

Inocente como as crianças
Lindo como o amor
No meu peito resta lembrança
Da infância que passou

Livre como voa os pássaros
Cavaleiro com seu chapéu
Minha infância colorida 
Num pedaço de papel.
 

Dicionário infantil

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Dicionário infantil

- Paciência é uma coisa que mamãe perde sempre.

- Relâmpago é um barulho rabiscando o céu.

- Palhaço é um homem todo pintado de piadas.

- Sono é saudade de dormir.

- Arco-íris é uma ponte de vento.

- Deserto é uma floresta sem árvores.

- Felicidade é uma palavra que tem música.

- Rede é uma porção de buracos amarrados com barbante.

- Vento é ar com muita pressa.


- Cobra é um bicho que só tem rabo.

- Helicóptero é um carro com ventilador em cima.

- Esperança é um pedaço da gente que sabe que vai dar certo.

- Alegria é um palhacinho no coração da gente.

- Avestruz é a girafa dos passarinhos.

- Calcanhar é o queixo do pé.

- Chope é o refrigerante de adulto

Bola de meia, bola de gude

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Bola de meia, bola de gude
Milton Nascimento

Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem pra me dar a mão
Há um passado no meu presente
Um sol bem quente lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mão
E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade alegria e amor
Pois não posso
Não devo
Não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal
Bola de meia, bola de gude
O solidário não quer solidão
Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mão
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem pra me dar a mão   

Criança não trabalha

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Criança não trabalha
Arnaldo Antunes / Paulo Tatit

Lápis, caderno, chiclete, peão
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria,
Tambor, gritaria, jardim, confusão
Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar,
Pula sela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia,
Pirata, baleia, manteiga no pão
Giz, merthiolate, band aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca,
Botão. pega-pega, papel papelão
Criança não trabalha
Criança dá trabalho
Criança não trabalha
1, 2 feijão com arroz
3, 4 feijão no prato
5, 6 tudo outra vez

Reencontro com a criança interior

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Reencontro com a criança interior

Dia da criança – 12 de outubro – Descubra sua criança interior

A criança interior representa a totalidade da psique. Muitas vezes esquecemo-nos de permitir que a maravilha e a beleza da vida penetrem em nossos corações. No entanto, precisamos nos sentir mais leves e soltar as partes mais rígidas do nosso ser, para nos conectarmos com nossos reais sentimentos, ou seja, com nossa criança interior.
80 a 95% das pessoas não receberam atenção adequada quando criança e o resgate da criança é tarefa da maioria de nós, sendo também o elemento mais importante do trabalho terapêutico, pois oferece a esperança que todos nós ansiamos. Ouvir essa criança é essencial ao processo de tornar-se único. A necessidade de encontrar a criança interior faz parte da jornada de todo ser humano que se encaminha na direção do autoconhecimento e de sua totalidade.
Poucos de nós tivemos uma infância com compreensão total, com isso, muitos têm uma criança interna traumatizada e ferida. Mas você pode curá-la e salvá-la. A cura e o resgate da criança interior é a tarefa de cada um de nós. Enquanto a criança interior não for realmente vivida, enquanto não se tornar uma realidade para a pessoa, será uma criança abandonada. Os danos à alma ocorridos durante a infância produzem no adulto uma criança interior que anseia por compreensão, amor e respeito.

Mensagem da criança 2

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Mensagem da criança

Dizes que sou o futuro.
Não me desampares no presente.
Dizes que sou a esperança da paz.
Não me induzas à guerra.
Dizes que sou a promessa do bem.
Não me confies ao mal.
Dizes que sou a luz dos teus olhos.
Não me abandones às trevas.
Não espero somente o teu pão.
Dá-me luz e entendimento.
Não desejo tão só a festa do teu carinho.
Suplico-te amor com que me eduques.
Não te rogo apenas brinquedos.
Peço-te bons exemplos e boas palavras.
Não sou simples ornamento do teu carinho.
Sou alguém que te bate a porta em nome de Deus.
Ensina-me o trabalho e a humildade, o devotamento e o perdão.
Compadece-te de mim e orienta-me para o que seja bom e justo...
Corrige-me enquanto é tempo, ainda que eu sofra...
Ajuda-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar.

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS, com amor, carinho, paz e as bênçãos divinas.

Medos infantis

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Medos infantis

Existem crianças que têm medos inexplicáveis.

Sem que ninguém as tenha amedrontado com figuras monstruosas, com a escuridão ou afogamentos, elas demonstram temer o escuro, o mar, o rio, as armas.

Arrepiam-se e correm apavoradas para o colo dos pais, ou ficam paradas, em choro alto, frente a determinadas situações.

Há até mesmo bebês que dormem tranquilos no colo materno. A mãe os deita no bercinho, beija-os com doçura e os cobre, cheia de carinho.

Entretanto, quando ela sai do quarto e apaga a luz, eles acordam aos gritos, em tremendo pavor, demorando a se acalmarem, na seqüência.

Algumas crianças têm dificuldades com o escuro. Não conseguem entrar em um local às escuras, mesmo acompanhadas. Registram o seu desconforto agarrando-se às mãos de quem está com elas e mesmo assim, choram, pedem com insistência para que seja acesa a luz.

Alguns pais, desejosos de que seus filhos cresçam sem medos, os obrigam a enfrentar tais situações, chamando-os de maricas, bobos, e outros adjetivos ainda mais infelizes.

Obrigam o filho a entrar em uma sala escura e apanhar algum objeto, propositalmente, enraivecendo-se se a criança chorar, gritar e não fizer o que pedem.

Para vencer o medo da água, adentram no mar, rio ou piscina com o filho nos braços, obrigando-o a ficar ali. A criança chega ao desespero, arranhando e gritando apavorada.

Os medos infantis dessa ordem não são fruto desta vida, pois que são registrados desde os primeiros meses, sem nenhuma explicação razoável do agora.

São registros que o espírito traz por ter, em vidas anteriores, sofrido algum mal, talvez até a morte, em lugares escuros ou na água. Quem sabe sofreu um desabamento, ficando às escuras por algum tempo até se consumar a morte física.

Ou teve morte por afogamento, às vezes até por imprudência própria.

Eis porque tais medos infantis nos merecem todo o respeito e cuidado.

A criança deverá ser levada, aos poucos, com extremo cuidado, a entender que agora está segura.

Os pais poderão lhe afirmar isto, muitas e muitas vezes, dizendo que a amam e que a protegerão. Que ela não precisa temer a escuridão, que ela logo desaparece quando acendemos a luz.

Levá-la ao mar, para molhar os pés devagarinho, brincar na areia e, a pouco e pouco, ir lhe falando da necessidade da prudência mas, também, que não há motivo para tanto medo.

Quiçá levar o filho a piscinas muito rasas e ficar com ele, incentivando-o a brincar na água.

Jamais, em nenhuma circunstância, rir dos seus temores ou qualificá-lo de forma negativa.

São problemas muito profundos do espírito e de forma delicada, cuidadosa e profunda devem ser trabalhados.

***

O filho que nos chega é sempre um espírito pedindo ajuda para o seu crescimento interior. Confia em nós e por isto nos toma para pais.

Não lhe falhemos nos momentos mais importantes. Ajudemo-lo a superar suas dificuldades, com calma.

Não nos importe o aplauso do mundo, nem se ele não ostentará jamais as medalhas do homem mais corajoso ou do melhor nadador. O importante é que se torne um homem equilibrado, superando as dificuldades uma a uma, seguro e feliz.

Anjo que DEUS me deu para?...

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
Anjo que DEUS me deu para?...
Antonia Maria

Para cuidar e preservar dos perigos da vida? enquanto és pequenino.
Como é lindo te vê dormindo,meu anjinho teimoso.
É muito gratificante,vê que a cada dia,a cada mês, você...
Cresce e descobri? Que a vida é cheia de pequenos e grandes conhecimentos.
Dormi meu anjinho encantador, que me alegra
todos os dias com  esse sorriso
que tem o brilho de uma linda estrela.
Meu anjinho, você é a pura imagem
que Cristo Jesus foi um dia.

Dormi meu anjinho, as minhas mãos estão sobre ti,
para guardar as tuas noites de sono...
para guardar durante muito tempo os teus passos.
mas eu sei que muito em breve?
Os teus passos vão ficar maiores...
E eu meu anjinho?
Vou ter que recuar...
para deixar você escolher o seu caminho...
mas quando você tiver precisando, de um colo para chorar
lembre-se estou aqui,para tudo que você precisar.
Porque mesmo sendo homem,
você nunca deixará de ser...
aquela criança que foi me doada...
pelo criador!
Para que eu cuidasse de você.

eu acredito que você
vai levar... para a estrada de sua vida...
tudo o que eu te ensinei.
Dormi meu anjinho
porque depois de uma noite escura...
Vai resplandecer um lindo dia.
durma sossegado, porque o manto
do senhor está sobre ti.
E enquanto eu viver terás meus braços para te aquecer.

Pais de crianças

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Pais de crianças
Nidia Gómez

Eu sei que vocês já sabem
Mas sempre é bom recordar
O que a criança precisa
Além de casa e comida.

Liberdade para crescer
Respeito para desabrochar
Horário para cumprir e
Limite para não abusar.

Aprender valores morais
Éticos e sociais
Lembrando sempre...
Dos espirituais.

Conhecer o caminho do bem
E a salvação de Quem é que vem.

“E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”
- JESUS -
Atos 4:12


Com a certeza do amor dos pais
E do carinho dos demais
Ela crescerá feliz e conhecerá, um pouco, como é o grande amor do Pai, que como outro, não encontrará jamais.


Quiido Papai do Xéu 2

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
Quiido Papai do Xéu

Pu favoi,
põe bastante zuízo nas zentes gandes.

Ensina eles a respeitá os bicinhos,
as forzinhas, as matas, os rios, as paias,
o mar e todo o ar do céu,
pa zente num picisá inalação nem inzeção
qui cura dodói e faz oto dodói.

Ensina eles a num bigá, num fazê tanta
cara feia, num zogá tanta bomba,
num dessá tanta zente sem casinha,
sem papai, sem mamãe, sem papinha.

Ensina eles, Papai do Céu, a ficar bem
quetinhos no seu colinho,
qui cura tudo lá dento du coração,
aí eles vão ficá bem milor,
bemmais bunitinhos!

I a zente vai podê tê futuio nessa
Terra linda qui cê deu pa nóis!

Tem pacênça, Papai do xéu,
eles apende!

Muito bigado.
Amém,
um bezo de tudas as criança.

Ser criança II

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança

Ser criança II


   Bené Barros
  


Ao ser   comemorado o dia da criança é que vem a  dúvida  ser  criança é realmente a melhor fase da nossa  vida?  Se  não é algo está errado porque toda criança deve assim ser tratada , com liberdade e não   sendo dominada pelos adultos  ou mesmo explorada de várias formas que sempre se ouve falar ou   temos conhecimento e não fazemos nada para protege -las dos casos em que os pais  ou responsáveis e até  estranhos usam e abusam da inocência da fraqueza, da dependência que nos acompanha nesta fase, onde todos deveriam ter o afeto, o carinho , o respeito por parte dos adultos já que uma  criança não está em condições de assumir nem uma responsabilidade e sim ver respeitado os  seus direitos ,direito a vida, a diversão , o amor daqueles que os cercam e muitas vezes violam esses direitos, até parece ter esquecido que um dia já foram crianças e assim gostariam de ter sido tratados e se não foram deveriam dar exemplos fazendo diferente dando, aquilo  não tiveram mostrando que tiraram algum´proveito e  ensinamento mesmo de uma lembrança negativa procurando a graça maior da vida que é a própria vida, que nos foi dada por Deus, para vivermos em paz com nossos irmãos e com a grandeza de mesmo sendo um adulto com alguns problemas que encontramos( ou criamos), procurando manter a pureza dos pequeninos     que  não tem maldade e  sim um coração que procura só manter a alegria de quem está ao seu lado recebendo e dando carinho para assim crescer com uma vida de realizações  e nunca esquecer que por mais  que o mundo nos cobre para uma vida diferente devemos sempre agradecer a Deus por poder manter a alegria e a beleza de SER CRIANÇA .   
                           Parabéns Crianças pelo seu Dia.

Dia da criança

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança

               Dia da criança
  Bené Barros

Para  muitos a  melhor fase da vida é quando criança, para outros nem tanto. Aqueles que tiveram uma vida cheia carinho quando criança pensam assim em manter sempre essa alegria, essa paz que  tiveram nessa fase da vida, mas para os que viveram sem um afeto principalmente  dos pais , esses não guardam boas lembranças de quando eram crianças são pessoas revoltadas, com a vida pela frustração que tiveram em uma fase que deveria ser só de harmonia, alegria , brincadeiras e muita paz  para crescer de bem com a vida.
Hoje ao ser comemorado o dia da criança , devemos lembrar dos ensinamentos   de Jesus, quando Ele diz  vinde a mim  as criancinhas  e diz mais quem  quiser ser grande seja antes de tudo como uma criança pequenina e pura  de coração.
Feliz dia da criança para todos  os pequeninos, e que ao crescerem fisicamente continue com a pureza de quando eram crianças só assim teremos um mundo melhor  com paz , alegria,sinceridade e o mais importante o respeito  e os  sonhos que as crianças  trazem em seus corações  puros e abençoados por Deus o nosso pai e  Criador.      

Poema para o João II

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
                     Poema para o João II
Vânzara

                             
                      J amais imaginei
                      O que me reservava o destino.
                      A mor em dose dupla
                      O céu em meu caminho.

                            P udera! Você nasceu.
                            E m pouco tempo, tudo brilhou,
                            D o céu, da terra e do mar.
                            R ios de doce ventura
                            O Senhor nos enviou.

                               

Poemas para João

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
                                        Poemas para João
Vânzara
                                                 
                    Alguns dizem que eram azuis.
                     Os doces olhos de Jesus.
                       Outros dizem que não.
                   Mas é sempre no que penso.
                    Ao ver os olhos do João.

                    Lembram o brilho das estrelas.
                        O doce sabor do mel.
                         Neles meu repouso.
                        Meu nirvana, meu céu.

                     Viver eu quero e muito.
                         Motivos tenho mil.
                   O maior de todos, no entanto.
                     Faz seis meses neste Abril.

                   E em poucos meses de vida.
                     Já tantas modificou.
                   Refeitas no doce embalo.
                  De velhas cantigas de ninar.
                  De cada sorriso ensaiado.
 
                    João... caminhar nosso recomeçado.

Meninas-netas

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
Meninas netasMensagens e poemas
Siria Wagner Silva da Silveira


Meninas bonitas e cheirosas,
Da pele viçosa e macia,
Vocês dão vida a minha vida,
Em todo o raiar dos meus dias.

Belas princesas filhas,
Dos filhos de meu amor,
Quanta paixão nos envolve,
Neste mundo encantador.




Mensagens e poemas

Meninos-netos

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
Meninos-netos
Siria Wagner Silva da Silveira

Meninos magia e feitiço.
Meninos botões de flor.
Meninos doces meninos,
Grande produção do amor.

Netos segundo filho,
De mães que já foram mães,
Mas é como se fossem filhos,
De corpo, alma e coração.

Mensagens e poemas

Voltar a ser criança

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Criança
  Mensagens e poemas

Voltar a ser criança
Ducarmo de Assis

 Quero voltar a ser criança,
 Quero conhecer outro povo.
 Não quero ver violência.
 Quero ter um mundo novo.
 Mais para isso acontecer!
 Só eu nascendo de novo.

 Quero ver a mata virgem.
 Os passarinhos a cantar...
 Quero beber água pura.
 Que da fonte vou pegar
 Mais pra isso acontecer!
Tenho que outra vez nascer!

 Quero andar pelas noites.
 Sem medo da escuridão
 Não quero ver criancinhas
 Cobertas com papelão...
 Mais para isso acontecer!
Tenho que outra vez nascer!

 Quero um abraço apertado
 O mundo alfabetizado
 As crianças bem amada
 Pelos pais e a nação
 Mais para isso acontecer!
Tenho que outra nascer.

Quero amor! Quero amar!
Quero um mundo de paz.
Quero ouvir o mundo dizer!
Que para isso acontecer
Não vai ser preciso
Eu outra vez NASCER

O pássaro mágico

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Mensagens e poemas

O pássaro mágico
Zaneide Madeira Gonçalves

Era uma vez, num país muito longe, um homem jovem que se achava muito esperto. Ele passava os dias enganando as pessoas para tirar vantagem e ganhar dinheiro sem fazer esforço. Já havia enganado metade da cidade onde morava, quando resolveu partir para o interior onde as pessoas são mais crédulas, por isso ele pensou que se daria muito bem. Partiu no primeiro trem.

Chegou, à noitinha, a uma cidade pequena que se chamava Barbalândia, assim informava a placa presa num tronco seco.

- Que nome esquisito! - exclamou em pensamento – Talvez todos aqui tenham barba. Mas eu a chamarei de Bobolândia. - concluiu sorrindo.

Realmente, naquela cidade, todos os homens usavam barba longa. Foi procurar um lugar para dormir. Encontrou uma pousada bem no fim da única rua com calçamento onde ele passou a noite. No dia seguinte, já descansado, ele saiu para conhecer tudo, em especial os moradores alvo da sua desonestidade. Andava bem vestido, sorria para todos, passava a mão na cabeça das crianças esbanjando simpatia, mas mal sabiam as pessoas o tipo de malandrão que ele era.

Entrou numa vendinha. Chamou a atenção das pessoas pela sua aparência de homem educado, bem vestido e fino. De todos os golpes que ele aplicava, o seu preferido era o dos três copinhos. Ele punha três copos de bocas para baixo, e, em um deles, colocava uma bolinha. Girava os três com muita rapidez, e, mediante aposta em dinheiro, as pessoas tentavam acertar em qual dos copos estava a bolinha. O coitado, com muita certeza, dizia:

- Está no segundo!

Qual nada. Ele levantava o copo e nada tinha porque, ao girar os copos, ele tirava a bolinha e a escondia sem ninguém perceber. Passou dias e dias tirando dinheiro dos trabalhadores com esse engodo. As pessoas sensatas da cidade começaram a se irritar com aquele homem que viera, não sabiam de onde, para aplicar golpes naquela gente ordeira e trabalhadeira. A história chegou aos ouvidos do homem mais velho da cidade de Barbalândia que todos consideravam um sábio. Foi uma reunião muito agitada. Todos falavam ao mesmo tempo e sábio só ouvia. Em dado momento ele bateu na mesa para acalmar a turma.

- Bem, podem deixar comigo que eu vou expulsar esse sujeito daqui. Vai ser de forma pacífica. Ele mesmo sairá correndo sem dizer uma palavra e nunca mais se ouvirá falar dele por aqui.

- Como o senhor vai fazer? – perguntou uma mulher que tinha uma criança nos braços.

- Isso é segredo! – respondeu o sábio.

No dia seguinte o sábio passou pela pousada onde o golpista estava hospedado. Ele não estava. Havia saído para enganar mais alguém. O velho sorriu de satisfação. Foi ao pasto da fazenda mais próxima e recolheu, numa lata, uma boa porção de dejetos de vaca, ainda quentinhos, voltou e avisou o pessoal para ficar preparado porque o espertalhão iria sair correndo depois do que estava para acontecer.

O velho despejou os dejetos de vaca no chão e pôs um chapéu em cima ficando agachado segurando-o. Não demorou muito e lá vinha o malandro assobiando uma melodia, contente da vida depois de enganar meio mundo. Olhou o velho ali abaixado segurando aquele chapéu e, intrigado, ele perguntou:

- O que tem aí, velho, debaixo deste chapéu?

- Meu amigo, finalmente eu consegui aprisionar o pássaro mágico!

- Pássaro mágico? Nunca ouvi falar.

- Pois é, moço, este pássaro, que está embaixo do chapéu, vale uma fortuna. Todos os moradores de Barbalândia já tentaram aprisioná-lo, hoje eu consegui. - e bateu no peito com a mão livre continuando a falar. - Só que eu preciso de uma gaiola para prender o bichinho. Se você puder segurar o chapéu eu vou até em casa buscar a gaiola. – pediu o sábio.

- Pode deixar, eu tomo conta do pássaro.

E o velho foi embora deixando o espertinho na estrada sob um sol muito quente, acocorado segurando um chapéu que cobria o pássaro raro. O tempo foi passando, o velho não voltava, o trapalhão suava em bicas e ao mesmo tempo elaborava um plano para levar a ave mágica, vendê-la e ganhar muito dinheiro deixando o velho na mão. Os moradores da cidade estavam só aguardando o sabichão passar correndo como disse o velho.

Não agüentando mais, o golpista resolveu executar o seu plano e foi levantando, bem devagarzinho, a aba do chapéu e: Crau - meteu a mão para agarrar ave valiosa. Deu um grito. A mão veio cheia de esterco de vaca melando a manga do seu paletó branco e escorrendo pelas pontas dos dedos. Ele saiu em desabalada carreira com o pessoal atrás dele gritando: “fora espertalhão de meia tigela”. Ele passou na pousada, pegou as suas tralhas e pôs o pé na estrada jurando que nunca mais voltaria a Barbalândia.

- Puxa, vovó, bem feito pra ele. – disse o Nandinho depois que sua avó terminou de contar a historia que ele havia pedido.

- É, meu filho, para um esperto existe um outro mais esperto. Você percebeu que não foi preciso violência para livrar Bobolândia, digo, Barbalândia daquele sujeito sem moral. Não se deve enganar as pessoas em hipótese alguma. Isto é falta de humanidade e de cristandade.

Meu filho 4

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Criança
Meu filho

Tania Mara Moreira Coelho

Se eu começar a falar sobre você
espaço, não vai haver,
mas com poucas palavras
Vou aqui te descrever.

És meu sangue, és minha carne.
És um milagre concedido por Deus.
És um anjo que veio à terra,
para alegrar os dias meus.

Agradeço a Deus
Por ter sido a escolhida
Para carregar em meu ventre
tão sublime e linda vida.

Te amo muito meu filho.
Carregando