Poesias e Mensagens Virtuais

Treze de maio

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Cantinho:
Categoria: Autores

Treze de maio
Antônio Cândido Barone

No dia treze de maio
Assinou libertação,
A princesa que a uma raça
Libertou da escravidão.

Era o negro que sofria
Esse jugo tão servil;
Mas tornou-se o filho livre
Na grandeza do Brasil.

Raça negra bem merece
Toda a consideração:
Esse povo qual o branco
É também o nosso irmão.

Muitas vezes o menino
Que era branco, então mamou
O bom leite da africana
Que, feliz, o amamentou.

Estudando, trabalhando
Livre, o negro pela vida
Nunca esquece a Benfeitora,
A princesa destemida!
Carregando